Repositório Digital

A- A A+

Gerações no movimento do movimento : um estudo do envelhecimento no MST

.

Gerações no movimento do movimento : um estudo do envelhecimento no MST

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Gerações no movimento do movimento : um estudo do envelhecimento no MST
Autor Silva, Katiane Machado da
Orientador Doll, Johannes
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra.
Pessoa idosa
Psicologia do desenvolvimento
Trabalhador rural
[es] Ancianos
[es] Educación
[es] Envejecimiento
[es] Movimientos sociales del campo
[es] MST
Resumo Esta Dissertação de Mestrado estuda a situação das pessoas idosas dentro do Movimento Sem Terra e as práticas sociais que formam/educam estes idosos. Os elos que entrelaçam e fundamentam o estudo são as questões do envelhecimento, dos movimentos sociais em geral, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e da educação. Trata-se de um estudo de caso de natureza qualitativa que envolveu sete pessoas com idade avançada em dois assentamentos no Rio Grande do Sul. Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas e observações da vida cotidiana destes sujeitos, voltadas para as categorias analíticas de “luta”, “trabalho” e “relações comunitárias”. Uma análise dos dados demonstra, que todos os sujeitos participaram ativamente da construção do Movimento. Atualmente, seis dos sete idosos não se envolvem mais ativamente nas lutas clássicas do MST, vivendo certo conflito interno entre a exigência de um movimento contínuo colocado pelo MST e a percepção das suas limitações próprias pela idade e saúde, mas também por encontrar pouco espaço de atuação no próprio Movimento. Desta forma, o envelhecimento também no campo coloca o desafio para o MST de encontrar espaços adequados para seus membros idosos de continuarem na luta. A partir das falas dos participantes percebe-se a possibilidade de que manter as tradições do campo (sementes crioulas, cuidado com a biodiversidade, etc.) e manter as tradições do próprio Movimento poderia constituir um espaço adequado para este grupo etário.
Resumen Esta disertación de “Maestrazgo” estudia la situación de las personas ancianas dentro del Movimento Sem Terra y las prácticas sociales que forman/educan estos ancianos. Los puntos que entrelazan y fundamentan el estudio son las cuestiones del envejecimiento, de los movimientos sociales en general, del Movimento Sem Terra y de la educación. Se trata de un estudio de caso de naturaleza cualitativa que envolvió siete personas con edad avanzada en dos asentamientos en el Rio Grande do Sul. Fueron realizadas entrevistas medio estructuradas y observaciones de la vida cuotidiana de estos sujetos, vueltas para las categorías analíticas de “lucha”, “trabajo” y “relaciones comunitarias”. Un análisis de los datos demuestra que todos los sujetos participaron activamente de la construcción del Movimiento. Actualmente, seis de los siete ancianos no se envuelven más activamente en las luchas clásicas del MST, viviendo cierto conflicto interno entre la exigencia de un movimiento continuo colocado por el MST y la percepción de sus limitaciones propias por la edad y salud, pero también por encontrar poco espacio de actuación en el propio Movimiento. De esta forma, el envejecimiento también en el campo coloca el desafío para el MST de encontrar espacios adecuados para que sus miembros ancianos continúen en la lucha. A partir de las colocaciones de los participantes se percibe la posibilidad de que mantener las tradiciones del campo (semillas criollas, cuidado de la biodiversidad, etc.) y mantener las tradiciones del propio Movimiento podría constituir un espacio adecuado para este grupo de edad.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/14825
Arquivos Descrição Formato
000668488.pdf (707.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.