Repositório Digital

A- A A+

Os tradutores de Alice e seus propósitos

.

Os tradutores de Alice e seus propósitos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os tradutores de Alice e seus propósitos
Autor Westphalen, Flávia Carpes
Boff, Nicole
Gregoski, Camila
Garcez, Pedro de Moraes
Resumo Este artigo examina segmentos de quatro traduções de Alice’s Adventures in Wonderland, de Lewis Carroll (1865/1994), para o português brasileiro, a saber, por Monteiro Lobato (1931/1972), Nicolau Sevcenko (1995), Rosaura Eichenberg (1999) e Maria Luiza de X. de A. Borges (2002). Analisam-se as alternativas encontradas para a tradução de trocadilhos e jogos de palavras, traçando relações entre essas decisões de textualização e os possíveis alvos e propósitos de cada tradução. Sugere-se que as diferentes escolhas de cada tradutor revelam públicos alvos e propósitos distintos de cada textualização, escolhas possivelmente guiadas pelas comunidades interpretativas (Fish, 1980; Arrojo, 1986) a que se dirige cada autor/tradutor com seu texto. Conforme essa análise, observa- se que a tradução de Monteiro Lobato é a que mais se distancia das demais, não apenas no tempo, mas por preocupar-se sobremaneira em agregar ao texto elementos da cultura nacional brasileira em caráter didático e até mesmo doutrinário.
Contido em Cadernos de tradução (Florianópolis). Florianópolis, SC. N. 8 (2001), p. 121-144
Assunto Carroll, Lewis, 1832-1898. Alice's adventures in wonderland (tradução) : Ensaio
Tradução literária
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/148370
Arquivos Descrição Formato
000436245.pdf (55.95Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.