Repositório Digital

A- A A+

Corrida de aventura e risco : um estudo etnográfico

.

Corrida de aventura e risco : um estudo etnográfico

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Corrida de aventura e risco : um estudo etnográfico
Autor Borges, Raphael Loureiro
Orientador Stigger, Marco Paulo
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Competições esportivas
Corrida
Esportes
Etnografia
Lazer
[en] Adventure
[en] Competition
[en] Risk
[en] Sport
[es] Aventura
[es] Competición
[es] Deporte
[es] Riesgo
Resumo Esta dissertação é resultado de um estudo etnográfico desenvolvido dentro do contexto das atividades físicas de aventura e risco, praticadas no meio natural e, realizadas no âmbito competitivo. Com base nas interpretações estabelecidas a partir da triangulação de dados obtidos por observação participante e entrevistas, articuladas com as teorias envolvidas, este estudo investigou quatro grupos de praticantes de corrida de aventura, sob diferentes perspectivas. Reconhecendo estas modalidades como uma prática social inserida no âmbito do esporte, como algo que interfere nos estilos de vida de seus praticantes, o objetivo principal desta investigação foi entender os “sentidos de aventura e risco nas atividades realizadas por praticantes de corrida de aventura na perspectiva competitiva, e como estas práticas se inserem no seu modo de vida”. Fica evidente ao final do trabalho, a existência do risco, que deve ser entendido e estudado no contexto em que ocorre. A ele foi atribuído o momento da ação, da execução da modalidade que carrega em si, certa racionalidade. À aventura restou os sentimentos, o momento vivido que resulta na emoção.
Abstract This dissertation is a result of na ethnographic study developed in a context of adventurous and risky physical activities, practiced in a natural environment and in a competitive way. Based on the interpretations established and on the contrast with the theories envolved, this study investigated four groups under different perspectives. My efforts were conducted to show how this practice is unknown, however, there is no intention on creating a discussion of the differences between these extreme activities and the ones I called “traditional sports”. Understanding these activities as a social practice inserted in a sport field, as something that interferes in the life styles of the ones who practice them, the main goal of this investigation was to understand the “meanings of adventure and risk faced by the ones who realize them in a competitive perspective, and how these actions influence their way of life”. It´s evident at the end of this work, the existence of risk, which must be understood and studied in the context where it happens. To this risk it was assigned the moment of the action, the practice of this activity that takes in itself a certain rationality. What´s left after the adventure race are the feelings, the memories and the moments lived which result in emotion.
Resumen Esta disertación es resultado de un estudio etnográfico desarrollado dentro del contexto de las actividades físicas de aventura y riesgo, practicadas en el medio natural y, realizadas en el ámbito competitivo. Con base en las interpretaciones establecidas y en la triangulación con las teorias envueltas , este estudio investigó cuatro grupos de practicantes, bajo diferentes perspectivas. Mis esfuerzos fueron direccionados para mostrar como es está práctica “poco conocida”, sin, no entanto, privilegiar la discusión de las diferencias en relación a lo que llame de “deportes tradicionales”. Reconociendo estas modalidades como una práctica social inserida en el ámbito del deporte, como algo que interfiere en los estilos de vida de sus practicantes, el objetivo principal de esta investigación fue entender los “sentidos de aventura y riesgo en las actividades realizadas por practicantes de la carrera de aventura en la perspectiva competitiva, y como estas prácticas insierense en su modo de vida”. Queda evidente al final del trabajo, la existencia del riesgo, que debe ser entendido y estudiado en el contexto en que ocurre. A el fué atribuido el momento de la acción, de la ejecución de la modalidad que carga en si, cierta racionalidad. En relación a la aventura solamente restó los sentimientos, el momento vivido, que resultó en la emoción en si misma.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/14849
Arquivos Descrição Formato
000670033.pdf (4.400Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.