Repositório Digital

A- A A+

Cultura e narratologia : o processo de versão de Ainda orangotangos de Paulo Scott sob as óticas da literatura comparada e dos estudos de tradução

.

Cultura e narratologia : o processo de versão de Ainda orangotangos de Paulo Scott sob as óticas da literatura comparada e dos estudos de tradução

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Cultura e narratologia : o processo de versão de Ainda orangotangos de Paulo Scott sob as óticas da literatura comparada e dos estudos de tradução
Autor Lampert, Aline Silva
Orientador Garcia, Rosalia Angelita Neumann
Co-orientador Alexander, Ian
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Cultura
Estudos de tradução
Literatura brasileira
Literatura comparada
Narratologia
Scott, Paulo. Ainda orangotangos
Tradução literária
[en] Culture
[en] Literary translation
[en] Narratology
[en] Translation process
Resumo A partir da versão para a língua inglesa de dez contos da obra Ainda Orangotangos do autor gaúcho Paulo Scott (2003), este trabalho tem como objetivo realizar uma análise parcial do processo tradutório no que tange elementos culturais e narratológicos. Para realizar tal análise, foram contempladas três áreas de estudo: a Literatura Comparada, os Estudos da Tradução e a Narratologia. A Literatura Comparada abre as portas para a interdisciplinaridade aqui proposta e valida a tradução literária como seu objeto de estudo, visto que, de acordo com Carvalhal (2003), uma tradução literária pode ser considerada material criativo, na medida em que também constitui em um esforço criativo. O primeiro capítulo trata das questões culturais muito exploradas nos Estudos da Tradução. Martínez (2001), Newmark (1988) e Aixelá (1996) propõem algumas definições e classificações de elementos culturais úteis para reflexão, enquanto os dois últimos, além de Venuti (1992) e Sun (2012), apontam possíveis abordagens para a tradução destes elementos. Apesar de simpatizarmos com as propostas de Aixelá (1996) e Venuti (1992) de propagar o estranhamento em detrimento da domesticação, a proposta de Sun (2012) de equilibrar momentos de precisão e aceitabilidade foi considerada mais próxima de uma tradução realista. Por fim, Aixelá (1996) concebe um conjunto de técnicas de tradução que serão utilizadas aqui a fim de alcançar tal equilíbrio nas versões. O segundo capítulo trata das questões narratológicas e propõe um diálogo entre Narratologia e Estudos da Tradução. Autores como O'Sullivan (2003), Cavagnoli (2008), Nunes (2012) e Boase-Beier (2014) afirmam que o tradutor é leitor e (re)escritor do texto a ser traduzido, e que tal leitura precisa ser diferenciada, visto que questões de narrativa são tão importantes quanto as culturais para conceber o texto literário como um todo. Para fazer essa leitura, propomos a utilização de conceitos da Narratologia de Genette (1980) e Bal (2007). Traduzir é, portanto, uma tarefa interpretativa e transpõe não só o sentido, mas também a forma desse sentido.
Abstract Based on the translation of ten short stories from the book Ainda Orangotangos by Paulo Scott (2003) into English, this research aims at carrying out a partial analysis of the translation process regarding cultural and narratological elements. In order to carry out this analysis, three fields of study were contemplated: Comparative Literature, Translation Studies and Narratology. Comparative Literature makes such interdisciplinarity possible and validates literary translation as its object of study since, according to Carvalhal (2003), a literary translation can be considered creative material to the extent that it also constitutes creative effort. The first chapter addresses the cultural issues much explored by Translation Studies. Martínez (2001), Newmark (1988) and Aixelá (1996) propose some definitions and classifications of cultural elements useful for reflection, while the latter two, Venuti (1992) and Sun (2012), indicate possible approaches for translating these elements. Even though we appreciate the proposition by Aixelá (1996) and Venuti (1992) that foreignization should be propagated at the expense of domestication, the proposition by Sun (2012) of balancing accuracy and acceptability was considered better aligned with a realistic translation. Finally, Aixelá (1996) develops a set of translation techniques that are going to be employed to achieve such balance. The second chapter discusses the narratological issues and proposes a dialogue between Narratology and Translation Studies. Authors such as O'Sullivan (2003), Cavagnoli (2008), Nunes (2012) e Boase-Beier (2014) state that the translator is both reader and (re)writer of the text to be translated, and that such reading has to be deeper since narrative issues are as important as the cultural ones to conceive a literary text as a whole. In order to perform such special reading, we propose employing the narratological concepts by Genette (1980) and Bal (2007). Translating is therefore an interpretative task and transposes not only meaning, but also the form of that meaning.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/148980
Arquivos Descrição Formato
001003538.pdf (1.009Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.