Repositório Digital

A- A A+

Efeitos do treinamento e destreinamento de hidroginástica no perfil lipídico e na remodelação óssea em mulheres pré-menopáusicas

.

Efeitos do treinamento e destreinamento de hidroginástica no perfil lipídico e na remodelação óssea em mulheres pré-menopáusicas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeitos do treinamento e destreinamento de hidroginástica no perfil lipídico e na remodelação óssea em mulheres pré-menopáusicas
Outro título Effects of training and detraining of aquatic gymnastics in the lipidic profile and in the bone remodelation in pre menopausal women
Autor Tormen, Mari Lúcia Sbardelotto
Orientador Kruel, Luiz Fernando Martins
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Hidroginastica
Menopausa
Mulheres
Treinamento
[en] Bone remodelation
[en] Concurrent training in water
[en] Detraining
[en] Lipidic profile
[en] Strength
[en] Time of exhaustion in test of treadmill
Resumo O objetivo do presente estudo foi Identificar os efeitos do treinamento e destreinamento de Hidroginástica no perfil lipídico na remodelação óssea em mulheres pré-menopáusicas. As variáveis colesterol total (CT), lipoproteínas de alta densidade ligadas ao colesterol (HDL-C), lipoproteínas de baixa densidade ligadas ao colesterol (LDL-C), triglicerídeos (TG), força de extensores do joelho (F.EXT.J), extensores e flexores horizontais do ombro (F.EXT.HO e F.FLEX.HO), tempo de exaustão em teste de esteira (TE), osteocalcina (OST) e hidroxiprolina (HID) para remodelação óssea foram medidas em três períodos de tempo (avaliações 1, 2 e 3) em trinta e cinco mulheres divididas em dois grupos: grupo 1 (G1) e grupo 2 (G2). Na fase 1 do programa tanto o G1 como o G2 realizaram um treinamento concorrente (TC) periodizado, o treinamento teve uma duração de 20 semanas, com duas sessões semanais. Na fase 2 do programa o G1 realizou um destreinamento com duração de 20 semanas, que caracterizou-se pela ausência de atividade física regular, e o G2, realizou um treinamento de hidroginástica tradicional (THT) não-periodizado também por 20 semanas. Para a análise dos dados foi utilizada estatística descritiva, ANOVA para medidas repetidas com um fator (grupo) e post-hoc de Bonferroni, com nível de significância de µ=0,05. Ao analisar o perfil lipídico, foram observadas mudanças significativas da avaliação 1 para a avaliação 2 em todas as variáveis (CT, HDL-C, LDL-C, TG), retornando aos valores iniciais após a avaliação 3 tanto para o G1 que destreinou sem atividade física regular como para o G2 que executou nesse mesmo período o treinamento em hidroginástica tradicional. Para a variável força os aumentos foram significativamente altos, comprovando que a hidroginástica é uma eficiente modalidade no desenvolvimento desse parâmetro. Sobre o tempo de exaustão os resultados encontrados foram estatisticamente diferentes na avaliação 3 quando comparamos os grupos. Para a remodelação óssea, foram encontradas diferenças significativas somente na hidroxiprolina (HID). Esses resultados sugerem que um período de treinamento periodizado necessita ser mantido, pois as respostas tanto do destreinamento quanto do THT não periodizado foram similares proporcionando um processo de descondicionamento que afetou o desempenho porque diminui a capacidade fisiológica, possivelmente pelo fato de que após a realização de um treinamento adequadamente planejado um período de destreinamento ou a execução de um treinamento em hidroginástica tradicional de forma não periodizada foram insuficientes para manutenção dos parâmetros adquiridos. Palavras-chave: treinamento concorrente em água, perfil lipídico, força, tempo de exaustão em teste de esteira, remodelação óssea.
Abstract The objective of the present study was to identify the effects of training and detraining of aquatic gymnastics in the lipidic profile and in the bone remodelation in pre menopausal women. The variables total cholesterol (CT), lipoproteins of high density linked to the cholesterol (HDL-C), lipoproteins of low density linked to the cholesterol (LDL-C), triglycerides (TG), strength of knee extensors; (SEK), in shoulder horizontal extensors and flexors (SHES and SHFS), time of exhaustion in test treadmill (TTE), osteocalcin (OST) and hydroxiprolin (HID) for bone remodelation were measured in three periods of time (evaluations 1, 2 and 3) in thirty five women were divided into two groups: group 1 (G1) and group 2 (G2). In the phase 1 of the program as much G1 as G2 accomplished a concurrent periodized training (TC), the training had a duration of 20 weeks, with two weekly sessions. In the phase 2 of the program G1 had an detraining period with duration of 20 weeks, that was characterized by the absence of regular physical activity, and G2, accomplished a training of traditional aquactc gymnastics (TTAG) not periodized also for 20 weeks. For the analysis of the data it was used the descriptive statistics, ANOVA for repeated measures with a factor (group) and posthoc of Bonferroni, with significance level of. =0,05. When analyzing the lipidic profile, significant changes of the evaluation 1 were observed for the evaluation 2 in all the variables (CT, HDL-C, LDL-C, TG), returning to the initial values after the evaluation 3 for G1 that detraining without activity as for G2 that executed in that same period the training in traditional aquatics gymnastics. For the variable strength the increases were significantly high, proving that the aquatics gymnastics is an efficient modality in the development of that parameter. For time of exhaustion in test treadmill (TTE) the results found were statistically different in the evaluation 3 when we compared the groups. For bone remodelation significant differences were found only in the hidroxiprolina (HID). Those results suggest that a period of training periodized needs to be maintained, therefore the answers as much of the detraining as of THT not periodized were similar providing a process of unconditioning that affected the acting because it reduces the physiologic capacity, possibly because that after the accomplishment of a appropriately planned training, an detraining period or the execution of a training in traditional aquatics gymnastics in not periodized way were insufficient for maintenance of the acquired parameters.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/14946
Arquivos Descrição Formato
000672628.pdf (2.498Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.