Repositório Digital

A- A A+

Nelson Rodrigues : o revolucionário reacionário

.

Nelson Rodrigues : o revolucionário reacionário

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Nelson Rodrigues : o revolucionário reacionário
Autor Rosa, Seleste Michels da
Orientador Tettamanzy, Ana Lúcia Liberato
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Conflito moral
Critica e interpretacao
Crítica social
Literatura brasileira
Literatura comparada
Literatura e sociedade
Rodrigues, Nelson 1912-1980.
Teatro
Tragédia
[en] Brazilian society
[en] Tragedy
Resumo Nossa pesquisa insere-se em um grande grupo de críticas que propõe leituras para a obra rodrigueana, que, desde o surgimento dos primeiros textos, tem criado discussão e tem sido por isso analisada através das mais diversas teorias. Queremos propor a análise de quatro das mais controversas peças de Nelson Rodrigues e, já que isso esbarra em aspectos políticos, analisar a posição intelectual do autor, bastante polêmica em um momento de divisão política muito clara. Primeiro mostramos o contexto em que a obra insere-se, considerando: a intelectualidade, a sociedade e a recepção da obra. Depois, lembramos da posição manifesta do autor através das crônicas culturais, nas quais se afirma reacionário. Em seguida, a fim de mostrar a qualidade revolucionária dos textos de Rodrigues, escolhemos o grupo de peças míticas: Álbum de família (1946), Anjo negro (1947), Senhora dos afogados (1947) e Dorotéia (1949). Esse grupo nos pareceu mais interessante porque nele o autor busca uma aproximação ao modelo grego de tragédia e foge da ambientação direta, como acontece nas tragédias cariocas. Nossa análise enfatiza uma perspectiva histórico-antropológica através de Freyre (2004), Holanda (1977) e DaMatta (1985 e 1990), que revelam os problemas sociais e culturais do Brasil apontados criticamente por Nelson Rodrigues; e uma perspectiva filosófica e psicanalítica da moral, através de Nietzsche (1998) e Freud (1974), que esclarecem os conflitos morais assinalados pelo autor. Por fim, mostramos que através da fórmula trágica, que também traz um componente político, o autor revela sua face revolucionária, pondo em debate no teatro justamente os pontos que a sociedade brasileira mais tentou ocultar em seu processo civilizatório.
Abstract Our research project is part of a larger group which proposes readings of the works of Nelson Rodrigues. Since they were published, these works have generated a lot of discussion and thus have been analyzed through a set of different theories. We aim at providing one more little piece for this infinite puzzle, proposing an analysis of four of the most controversial plays by Nelson Rodrigues and taking into account the intellectual position of the author, which was very polemic at a time of very clear political disunion.We first set the work in context, considering intellectuals, society and the reception of the work. Then, we recollect the manifest position of the author on his cultural chronicles, in which he states that he is politically conservative. After that, in order to highlight the revolutionary quality of the texts by Nelson Rodrigues, we select a group of mythic plays: Álbum de família (1946), Anjo negro (1947), Senhora dos afogados (1947) and Dorotéia (1949). This group of plays has called our attention once it shows the attempt of the author in coming closer to the model of the Greek tragedy and in escaping from the direct setting, as it normally happens in the “carioca” tragedies. Our analysis mainly tries to provide a historic-anthropological perspective, based on Freyre (2004), Holanda (1977) and Damatta (1985 e 1990), who reveal the social and cultural problems in Brazil which were critically pointed out by Nelson Rodrigues. It also tries to provide a philosophical and psychoanalytical perspective of the moral based on Nietzsche (1998) and Freud (1974), who clear up the moral conflicts pointed out by the author. By using the tragic formula, which also brings about a political component, the author shows his revolutionary face, opening debate at the theatre exactly about the points which the Brazilian society has mostly tried to omit in its civilizatory process.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/14956
Arquivos Descrição Formato
000672762.pdf (443.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.