Repositório Digital

A- A A+

Traduzindo a arte : a obra de Gil Vicente na poesia de Beatriz Viégas-Faria

.

Traduzindo a arte : a obra de Gil Vicente na poesia de Beatriz Viégas-Faria

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Traduzindo a arte : a obra de Gil Vicente na poesia de Beatriz Viégas-Faria
Autor Haetinger, Rosiene Almeida Souza
Orientador Rebello, Lúcia Sá
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Artes plásticas
Literatura brasileira
Literatura comparada
Vicente, Gil (Gil Vicente Vasconcelos de Oliveira), 1958-.
Viégas-Faria, Beatriz
[en] Art
[en] Beatriz Viégas-Faria
[en] Comparative literature
[en] Gil Vicente
[en] Interdisciplinarity
[en] Intertextuality
[en] Literature
Resumo O presente trabalho propõe-se a identificar e analisar as relações intertextuais e interartísticas, através das presenças confessas e inconfessas, nos poemas da obra Pampa pernambucano: poesia, imagens, e-mails, de Beatriz Viégas-Faria, em confluência com a obra pictórica do artista plástico pernambucano Gil Vicente, a fim de desvelar o processo criativo da autora. Este trabalho tem como aporte pressupostos relativos à Literatura Comparada, quais sejam os estudos de tradução, a interdisciplinaridade e a intertextualidade, sendo este último considerado um conceito-chave para a análise dos poemas, assim como apóia-se em textos de filósofos, críticos literários e artistas para entender a criação na obra em análise. Pampa pernambucano tem um caráter singular por vários motivos, dentre eles poderíamos destacar sua essência indubitavelmente comparatista e o declarado encantamento pela obra pictórica de Gil Vicente, a qual constitui-se como principal elemento de confluência. A análise dos poemas pressupõe que as relações confessas e inconfessas difratam, ampliam os significados para o leitor tanto dos textos poéticos como da obra pictórica de Gil Vicente. Além disso, revela que a estratégia da forma de Beatriz Viégas-Faria resulta em um texto poético que consiste em uma metáfora do ofício de escrever valendo-se de relações intertextuais e interdisciplinares.
Abstract The present study aims at identifying and analyzing the intertextual and interartistic relations, through the confess and unconfess presences, among the poems of the book Pampa pernambucano: poesia, imagens, e-mails, written by Beatriz Viégas-Faria, in confluence with the paints of Gil Vicente, in order to understand the author’s creative process. This research is based on Comparative Literature theories, as translations studies, interdisciplinarity and intertextuality (that is a key concept to analyze the poems), besides philosophical texts, literary review and artist’s texts to understand the creation in Pampa pernambucano. This book has a singular aspect for several reasons, mainly the comparative nature and the declared passion of the pictorial work of the painter Gil Vicente shown by Beatriz Viégas-Faria, which is the main element of confluence. The analysis of the poem presupposes that the confess and unconfess relations enlarged the significances to the reader in the reading of the poems and the pictorial work of Gil Vicente’s. Besides, the analysis reveals that strategy of form of Beatriz Viégas-Faria results in a poetic work that is a metaphor about writing using intertextual and interdisciplinary relations.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/14988
Arquivos Descrição Formato
000672909.pdf (1.801Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.