Repositório Digital

A- A A+

Um modelo de espalhamento quase-livre com prótons polarizados

.

Um modelo de espalhamento quase-livre com prótons polarizados

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Um modelo de espalhamento quase-livre com prótons polarizados
Autor Teodoro, Maria Ribeiro
Orientador Maris, Theodor August Johannes
Co-orientador Jacob, Gerhard
Data 1976
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Física. Curso de Pós-Graduação em Física.
Assunto Altas energias
Espalhamento proton proton
Estruturas nucleares
Física nuclear
Resumo O formalismo de reações quase-livres (p,2p) com prótons incidentes polarizados, sugere a possibilidade de medir o acoplamento spin-órbita dos prótons nucleares. A idéia se apóia na existência de uma polarização efetiva dos prótons nucleares devido ao acoplamento spin-órbita e na forte dependência das secções de choque próton-próton livres, a médias energias, com respeito à orientação relativa dos spins das partículas. Uma avaliação quantitativa baseada num modelo simples para reações quase-livres coplanares e assimétricas no 16O, com prótons incidentes polarizados a 215 MeV, confirma essa expectativa. São obtidas polarizações efetivas, distribuições de momentum distorcidas e secções de choque de correlação para os estados 1p1/2 , 1p3/2 e 1s1/2 do 16O, usando prótons incidentes totalmente polarizados nos dois sentidos perpendiculares ao plano de espalhamento. Para determinar as grandezas acima, são utilizadas funções de onda geradas por potenciais oscilador harmônico e poço quadrado, sendo os potenciais óticos puramente imaginários e independentes de spin. Os resultados confirmam a possibilidade de investigar o acoplamento spin-órbita dos prótons nucleares, bem como permitem propor alguns testes para as aproximações envolvidas no formalismo, como a aproximação de impulso com ondas distorcidas. Acreditamos que, embora nesse trabalho os potenciais óticos levem em consideração apenas a absorção, tornou-se claro que as reações quase-livres com prótons polarizados poderão, num futuro próximo, dar informações sobre o acoplamento spin-órbita, que é praticamente desconhecido para as camadas mais internas.
Abstract The formalism of quasi-free (p,2p) reactions with polarized protons suggests the possibility of measuring the spin-orbit coupling of nuclear protons. The idea is to make use of the strong effective polarization of the knocked-out proton by the spin-orbit coupling and of the strong dependence of the free, medium energy, proton-proton cross section on the relative orientation of the proton spins. This possibility is confirmed by a quantitative evaluation, based on a simple model for spin-free coplanar and asymmetric reactions in 16O, for 215 MeV incoming polarized protons. Effective polarizations, momentum distributions and correlation cross sections have been calculated for the 1p 1/2 , 1p3/2 and 1s1/2 states in 16O, using protons totally polarized orthogonal to the scattering plane. Harmonic oscillator and square wells have been used to generate the bound state wave functions, whereas the optical potentials have been taken spin-independent and purely imaginary. The results confirm the possibility to investigate the spin-orbit coupling of nuclear protons, as well as allow for certain tests of the involved approximations of the formalism, as the distorted wave impulse approximation. We believe that, although in this work the optical potentials are only absorptive, it has become clear that quasi-free scattering with polarized protons could in the near future give information on the spin-orbit coupling, which is practically unknown for inner shells.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/153282
Arquivos Descrição Formato
000263032.pdf (51.09Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.