Repositório Digital

A- A A+

Como projetos de lei intitulados “Escola sem partido” podem impactar no ensino crítico de química

.

Como projetos de lei intitulados “Escola sem partido” podem impactar no ensino crítico de química

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Como projetos de lei intitulados “Escola sem partido” podem impactar no ensino crítico de química
Autor Martins, Vinícius Alberto Rodrigues
Orientador Salgado, Tania Denise Miskinis
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Química. Curso de Química: Licenciatura.
Assunto Educação crítica
Ensino de quimica
[en] Critic chemistry teaching
[en] Critic education
[en] School without party
Resumo Este trabalho tem por objetivo analisar o “Programa Escola sem Partido”, utilizando como referência a pedagogia histórico-crítica e as obras de autores como Demerval Saviani, Moacir Gadotti, José Carlos Libâneo e Paulo Freire, além de análises por parte de acadêmicos, formadores de opinião e juristas. Utilizou-se a metodologia de pesquisa documental-textual, que possibilita interpretar os acontecimentos em seus contextos históricos, conectando a filosofia política e a filosofia educacional. Analisando-se o trabalho de alguns educadores químicos que defendem a pedagogia histórico-crítica no ensino de ciências e de química, como Áttico Chassot e Wildson Santos, chega-se à conclusão de que o “Programa Escola sem Partido” é um projeto imbuído de um querer político, não neutro, que objetiva restringir a liberdade pedagógica do professor, podendo assim impactar de maneira negativa a educação brasileira. Com sua eventual aprovação, o projeto inviabilizaria a continuidade da evolução da educação crítica no Brasil, uma vez que essa proposta de ensino busca precisamente formar cidadãos críticos e atuantes na sociedade.
Abstract This work aims to analyze the “School without Party Program”, using as reference the historic-critic pedagogy, the works of authors such as Demerval Saviani, Moacir Gadotti, José Carlos Libâneo, and Paulo Freire, and analysis by academics, opinion leaders and lawyers. The methodology used was the documental-textual research, which enables the interpreting of events in their historical context, connecting political and educational philosophy. By analyzing the works of some of the chemistry educators that defend the historic-critic pedagogy in sciences and chemistry teaching, such as Áttico Chassot and Wildson Santos, it can be concluded that the “School without Party Program” is a non-neutral project, full of political will, which aims to restrict the teacher‟s pedagogical liberty, and that might negatively impact Brazilian education. With its eventual approval, the project would derail the evolution of critic education in Brazil, since this education proposal‟s aim is to shape critic and socially active citizens.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/153357
Arquivos Descrição Formato
001013459.pdf (506.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.