Repositório Digital

A- A A+

Sexualidade : narrativas autobiográficas de educadores/as

.

Sexualidade : narrativas autobiográficas de educadores/as

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sexualidade : narrativas autobiográficas de educadores/as
Outro título Sexuality: male and female teachers’ autobiographic narratives
Outro título Sexualidad: Narrativas autobiográficas de educadores/as
Autor Dall'Alba, Lucena
Orientador Silveira, Rosa Maria Hessel
Data 2008
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Análise do discurso
Educação sexual
Formação
Professor
Sexualidade
[en] Autobiographic narratives
[en] Identities
[en] Sexual education
[en] Sexuality
[en] Subjectivity
[en] Teacher education
[es] Educación sexual
[es] Formación de profesores
[es] Identidades
[es] Narrativas autobiográficas
[es] Sexualidad
[es] Subjetividad
Resumo Esta Tese tem o propósito de pesquisar sobre sexualidade e produção de subjetividades, analisando narrativas autobiográficas de profissionais da educação, assim como dar visibilidade e problematizar os modos de aprender sobre si e sobre o outro no cotidiano das relações na família, escola, e em alguns outros espaços de sociabilidade, em relação à sexualidade. Argumento que todos os profissionais da educação promovem educação sexual nas práticas pedagógicas cotidianas e que a sexualidade é importante conhecimento para figurar no currículo de formação de educadores. Para desenvolver o estudo, empreendeu-se a análise de narrativas oriundas de entrevistas semi-estruturadas realizadas com dezoito profissionais da educação da região da Grande Florianópolis. O aporte teórico da pesquisa situa-se no campo dos Estudos Culturais, relacionando-o com os estudos de narrativa autobiográfica e dos estudos de corpo, gênero e sexualidade, tendo sido estruturado com base nas contribuições de autores como Foucault, Larrosa, Hall, Arfuch, Sant’Ana, Louro, Scott, Meyer, Conelly e Clandinin, Silveira, dentre outros. As análises desenvolvidas possibilitaram identificar as recorrências e deslocamentos nos modos de aprender sobre sexualidade no espaço escolar, familiar, e em outros espaços de convivência, e apontam que os profissionais da educação participantes da pesquisa foram subjetivados pela rede de discursos articulados pela família, escola e instituição religiosa.
Abstract This thesis aims at researching on sexuality and subjectivity making, by analysing teachers’ autobiographic narratives, and at making visible and problematising the way to learn about oneself and the other in the everyday relations in the family, school and some other social spaces. I have argued that every education providers encourage sexual education in their everyday teaching practices, and that sexuality is a significant piece of knowledge to be featured in the teacher education curriculum. To go further with this study, we have attempted to analyse narratives from partially-structured interviews with eighteen education providers at the large Florianópolis. The theoretical contribution of the research lies in the Cultural Studies field, relating it with studies of autobiographical narrative and the body, gender and sexuality studies, being based on contributions of authors like Foucault, Larrosa, Hall, Arfuch, Sant’Ana, Louro, Scott, Meyer, Conelly, Clandinin, Silveira, and others. The analyses enabled us to identify recurrences and displacements in the ways of learning about sexuality in school, family and other living spaces, and show that education providers participating in the research were subjectified in the discursive net worked by the family, school and religious institution.
Resumen Esta Tesis tiene el objetivo de investigar sobre la sexualidad y la producción de subjetividades, analizando narrativas autobiográficas de profesionales de la educación, así como dar visibilidad y cuestionar las maneras de aprender sobre uno mismo y sobre el otro en la cotidianidad de las relaciones en la familia, en la escuela y en otros espacios de sociabilidad. Argumento que todos los profesionales de la educación promueven la educación sexual en las prácticas pedagógicas cotidianas y que la sexualidad es un importante conocimiento que debe figurar en el currículo de formación de educadores. Para desarrollar el estudio, se realizó el análisis de narrativas oriundas de entrevistas semiestructuradas realizadas con dieciocho profesionales de la educación de la región de la Gran Florianópolis. El aporte teórico de la investigación se encuentra en el campo de los Estudios Culturales, relacionándolo con los estudios de narrativa autobiográfica y de los estudios de cuerpo, género y sexualidad, basando su estructura en las contribuciones de autores como Foucault, Larrosa, Hall, Arfuch, Sant’Ana, Louro, Scott, Meyer, Conelly y Clandinin, Silveira, entre otros. Los análisis desarrollados permitieron identificar las recurrencias y transformaciones en las maneras de aprender sobre la sexualidad en el espacio escolar, familiar y en otros espacios de convivencia y señalan que los profesionales de la educación que participaron de la encuesta fueron considerados subjetivos por la red de discursos articulados por la familia, la escuela y la institución religiosa.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/15339
Arquivos Descrição Formato
000671428.pdf (972.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.