Repositório Digital

A- A A+

Re-creating Walt Whitman's Leaves of Grass into portuguese

.

Re-creating Walt Whitman's Leaves of Grass into portuguese

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Re-creating Walt Whitman's Leaves of Grass into portuguese
Autor Saraiva Junior, Gentil
Orientador Rosenfield, Kathrin Holzermayr Lerrer
Data 2008
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Critica e interpretacao
Língua inglesa
Lingüística aplicada
Literatura norte-americana
Poesia
Recriação
Tradução criativa
Tradução literária
Whitman, Walt 1819-1892.
Whitman, Walt 1819-1892. Leaves of grass : Comentário
[en] Creative translation
[en] Leaves of Grass
[en] Whitman
Resumo Este trabalho está focalizado na tradução criativa da poesia de Walt Whitman para o português. O termo utilizado para nos referir a este processo é recriação, ou seja, uma tradução que vai além da tradução literal (que privilegia apenas os significados), buscando um trabalho de reconstrução conjunta de significados e significantes, dada a relação profunda existente entre ambos (o capítulo 3 trata desse método de tradução criativa, aqui indicado, além de abordar temas relacionados a este na poesia, como verso livre, ritmo, metro, etc.). Esse termo foi emprestado de meus mestres neste tipo de tradução, que são os poetas Concretistas brasileiros: Haroldo de Campos, Augusto de Campos e Décio Pignatari. Em inglês, utilizamos essa palavra com hífen, “re-creation” (e seus derivados), devido ao fato de que “recreation” indica apenas recreação, divertimento, e não um “criar de novo”. É preciso lembrar que o precursor neste campo tradutório, da tradução a qual também é criação, foi Ezra Pound, que nos trouxe a idéia de renovação constante da poesia via tradução, e recebe atenção mais aprofundada nas seções 3.2 e 3.3. Há outras traduções da obra de Whitman em português, inclusive uma edição completa de Folhas de Relva pela Martin Claret (2005), das quais fornecemos um histórico na seção 2.2, entretanto, nenhuma delas foi feita de modo semelhante ao nosso. Deste modo, o trabalho que apresentamos aqui é inédito, embora não seja completo. No corpo desta tese, no capítulo 4, apresentamos a recriação de vinte peças literárias, entre poemas e livros, do conjunto de Folhas de Relva, que é o volume que engloba a poesia completa de Whitman. Dentro das recriações apresentadas aqui, está o poema “Do Berço Infindamente Embalando,” que faz parte de Detrito-Marinho, o qual havia sido acrescentado como anexo em minha Dissertação de Mestrado. O poema foi revisado e corrigido e foi incluído aqui para que a seção Detrito- Marinho ficasse completa. Na seção 2.1 há uma explicação da história editorial de Folhas de Relva. Além do contexto histórico dessa publicação, o capítulo 2 apresenta uma análise crítica da obra e do autor e discute um símbolo central nas Folhas, que é o cálamo. A recriação do livro “Cálamo”, bem como de “Descendentes de Adão” e “Canção de Mim Mesmo,” integra o texto da minha dissertação de mestrado (SARAIVA, 1995).
Abstract This work focuses on the creative translation of Walt Whitman’s poetry into Portuguese. The term that we use to refer to this process is re-creation, which is a type of translation that goes beyond literal translation (which favors the signified), searching for a work of conjoined reconstruction of signified and signifiers, due to the profound relation that exists between them (chapter 3 explains this method of creative translation; it also discusses the themes that are related to this in poetry, such as free verse, rhythm, meter, etc.). The term re-creation was borrowed from our masters in this type of translation, the Brazilian Concretist poets: Haroldo de Campos, Augusto de Campos and Décio Pignatari. In English, we use this word hyphenated, “re-creation” (and its derivatives), due to the fact that “recreation” indicates only diversion, an activity that is performed for relaxation and pleasure, and not “creating again”. It is necessary to remember that the precursor in this translatorial field, of translation which is also creation, was Ezra Pound, who brought us the idea of constant renewing of poetry via translation, and who is given more attention in sections 3.2 and 3.3. There are other translations of Whitman’s works in Portuguese, including a complete edition of Leaves of Grass by Martin Claret publishing house (2005), of which we provide an account in section 2.2, however, none of them was carried out in a similar way to our own. Thus, the work we present here is original, although it is not complete. In the body of this dissertation, in chapter 4, we present the re-creation of twenty literary pieces, among poems and books, from Leaves of Grass, which is the volume that assembles the complete poetry of Whitman. Within the re-creations presented here, there is the poem “Out of the Cradle Endlessly Rocking”, which is part of Sea-Drift, and which had been added as an annex to our Master’s thesis. This poem has been revised and corrected, and has been included here in order for the Sea-Drift cluster to be complete. In section 2.1 there is an explanation about the publishing history of Leaves of Grass. In addition to the historical context of this publication, chapter 2 presents a critical analysis of the works, author, and a central symbol in the Leaves, which is the calamus root. The re-creation of “Calamus”, as well as of “Children of Adam” and “Song of Myself” appears in our Master’s thesis (SARAIVA, 1995).
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/15552
Arquivos Descrição Formato
000678729.pdf (3.154Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.