Repositório Digital

A- A A+

Aquilo que nos cerca, aquilo que cercamos : abrigo, matéria e afeto

.

Aquilo que nos cerca, aquilo que cercamos : abrigo, matéria e afeto

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aquilo que nos cerca, aquilo que cercamos : abrigo, matéria e afeto
Autor Souza, Iuri Aleksander Dias Fernandes de
Orientador Cunha, Eduardo Figueiredo Vieira da
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Artes. Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais.
Assunto Abrigo
Apropriação (Arte)
Infância
Instalação (Arte)
Matéria
Objeto (Arte)
[en] Appropriation
[en] Childhood
[en] Installation
[en] Material
[en] Object
[en] Shelter
Resumo A pesquisa Aquilo que nos cerca, aquilo que cercamos: abrigo, matéria e afeto, desenvolve-se tendo como foco minha produção artística que tem como principais procedimentos a apropriação e justaposição de elementos na constituição de instalações e objetos. Trata-se da minha relação com materiais e objetos que surge através de questões afetivas ligadas à memória. O presente estudo visa a análise desta produção a partir de três questões principais: o sentido do abrigo e do habitar, que estão relacionados às memórias da casa natal e experiências vindas da infância, representadas pela casa, o quintal, a cidade e a cabana. A apropriação e a bricolagem, que surgem como procedimentos operacionais que associo à ideia de pertencimento e afeto. A materialidade, ao constatar a precariedade dos materiais, que tende a uma efemeridade e transitoriedade da obra.
Abstract The research, What surrounds us, what we surround: shelter, material and affection, develops focusing on my artistic production whose main procedures of appropriation and juxtaposition of elements in the constitution of facilities and objects. It concerns my relationship with materials and objects that arises through affective questions to memory. This study aims to examine this production from three axes guiding: a sense of shelter and dwell, which are related to the birthplace memories and goings childhood experiences, represented by the house, the yard, the city and the hut. The appropriation and bricolage, arising as operating procedures that I associate the idea of belonging and affection. The materiality, to attest the precariousness of the material, which tends to an ephemerality and transitory of the work.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/156629
Arquivos Descrição Formato
001015769.pdf (52.28Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.