Repositório Digital

A- A A+

Expressão de elementos transponíveis em Drosophila willistoni

.

Expressão de elementos transponíveis em Drosophila willistoni

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Expressão de elementos transponíveis em Drosophila willistoni
Autor Blauth, Monica Laner
Orientador Gaiesky, Vera Lucia da Silva Valente
Data 2005
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular.
Assunto Disgenesia gonadal
Drosophila willistoni
Transposon
Resumo Estudos realizados no Laboratório de Drosophila da UFRGS tem caracterizado linhagens de Drosophila willistoni quanto à presença de Elementos Transponíveis (TEs) e à existência do fenômeno de Disgenesia Híbrida nesta espécie. Como conseqüência destes estudos, o presente trabalho se propôs a ampliar o conhecimento sobre o papel destes elementos na geração de variabilidade nesta espécie e abordou os TEs P, hobo, gypsy e 412, anteriormente identificados no genoma de D. willistoni, quanto à sua atividade transcricional. Em nosso trabalho, verificamos a presença de transcritos de P, gypsy e 412 em adultos, sugerindo uma regulação pós-transcricional destes elementos, como já sugerido para o elemento P, considerando que as linhagens utilizadas não se caracterizam pela hipermutabilidade. Devido à descrição prévia da Síndrome da Disgenesia do Híbrido na prole do cruzamento entre as linhagens 17A2 e Wip de D. willistoni, foi estabelecido o padrão de expressão do elemento P durante o desenvolvimento embrionário das duas linhagens. O padrão de expressão embrionário em D. melanogaster também foi estabelecido, para fins comparativos, uma vez que se aceita a ocorrência de um evento de transferência horizontal de P de D. willistoni para D. melanogaster. A similaridade entre os padrões de expressão nas duas espécies, sugere que o elemento P é regulado pelo seu próprio promotor e que não é dependente de promotores de genes vizinhos aos seus sítios de inserção. Foi estabelecida a presença de transcritos potenciais da transposase e de um repressor da transposição de P nos embriões analisados. Além do transcrito correspondente ao repressor, que é gerado por processamento alternativo do transcrito da transposase, obteve-se indícios da presença de transcritos antisenso do próprio elemento nos embriões, sugerindo a regulação por interferência de RNA (RNAi) neste estágio do desenvolvimento de Drosophila. Diferenças transcricionais do elemento P entre D. willistoni e D. melanogaster, estão relacionadas ao número de transcritos deletados de P que são expressos em maior número em D. melanogaster do que em D. willistoni, corroborando a idéia da invasão recente do genoma da primeira por este elemento. A expressão dos TEs descrita neste trabalho relata a regulação complexa destes elementos, evidenciando a importância da continuidade deste estudo.
Abstract Studies accomplished in the Laboratory of Drosophila of UFRGS have been characterizing strains of Drosophila willistoni in respect to the presence of Transposable Elements (TEs) and to the occurrence of the Hybrid Dysgenesis phenomenon in this species. As a consequence of these studies, the present work aimed to broaden the knowledge about the role of these elements in the genesis of variability in this species, by approaching the transcriptional expression of P, hobo, gypsy and 412 TEs, already described in the D. willistoni genome. In our work, we verified the presence of P, gypsy, and 412 transcripts in adults, suggesting post-transcriptional regulation, like already described for P element in D. melanogaster, considering that the strains studied were not characterized by hypermutability. Due to the previous description of the Hybrid Dysgenesis Syndrome in the offspring resulting of crosses between 17A2 and Wip D. willistoni strains, their P element expression pattern during the embryonic development was established. The embryonic P element expression pattern in D. melanogaster was also established, for comparative purpose, since the occurrence of a horizontal transfer event of this element from D. willistoni to D. melanogaster is accepted. The similarity among these expression patterns in both species suggests that P element is regulated by its own promoter and that it’s not dependent of the insertion sites neighboring genes promoters. The presence of putative P element transcripts of transposase and of the transposase repressor was established in the analyzed embryos. Besides the transposase repressor transcript, that is result of an alternative splicing of the transposase transcript, it was obtained indication of the presence of antisense transcripts of P element in the embryos, suggesting the regulation by RNA interference (RNAi) in this stage of development of Drosophila. Transcriptional differences of the P element between D. willistoni and D. melanogaster, are related to the number of deleted transcripts of P that are expressed in larger number in D. melanogaster than in D. willistoni, corroborating the idea of the recent invasion of the genome of the first species by this element. The expression of TEs described in this work suggests a complex regulation of these elements, evidencing the importance of the continuity of this study.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/15806
Arquivos Descrição Formato
000475815.pdf (7.718Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.