Repositório Digital

A- A A+

Análise da eficiência da extração de compostos fenólicos assistida por ultrassom

.

Análise da eficiência da extração de compostos fenólicos assistida por ultrassom

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise da eficiência da extração de compostos fenólicos assistida por ultrassom
Autor Gobo, Ana Cristina Bacarin
Orientador Marczak, Ligia Damasceno Ferreira
Co-orientador Sarkis, Julia Ribeiro
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Química.
Assunto Engenharia química
Resumo Com o grande potencial dos resíduos provenientes do processo de produção do vinho, o bagaço de uva é largamente utilizado para a recuperação de compostos fenólicos e antocianinas e, consequente uso em indústrias de alimentos, cosméticos e fármacos. No presente trabalho, a aplicação de energia de pressão através da sonda de um ultrassom foi utilizada no bagaço de uva da espécie Vitis vinífera do cultivar Merlot para aumentar a eficiência de extração dos compostos anteriormente citados. Foi feita a comparação da aplicação de três diferentes intensidades de potência do ultrassom, 170, 340 e 510 W/cm², com dois outros métodos convencionais, a moagem do bagaço de uva antes da extração e, a não utilização de nenhum tratamento prévio à extração. A concentração de antocianinas foi feita utilizando o método do pH diferencial com leitura em espectrofotômetro, e, para a determinação da concentração de compostos fenólicos, foram utilizadas leituras de absorbância do espectrofotômetro e posterior ajuste com curva analítica para a concentração. Os resultados mostraram que não houve diferença estatística entre os métodos para a extração das antocianinas e uma considerável vantagem na utilização da moagem e de 510 W/cm² como intensidade de potência do ultrassom para a extração de compostos fenólicos. A moagem forneceu uma extração de 674,21 ± 61,5 mg GAE/100 g e, a intensidade de potência de 510 W/cm² aplicados pela sonda do ultrassom, forneceu um valor de 570,12 ± 12,2 mg GAE/100 g. Com base nos resultados, sugere-se para extração de compostos fenólicos do bagaço de uva a incorporação da moagem ou da aplicação do ultrassom com uma alta intensidade de potência.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/159286
Arquivos Descrição Formato
000950631.pdf (1.022Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.