Repositório Digital

A- A A+

Flores utilizadas por Heliconius erato phyllis (Fabricius, 1775) (Lepidoptera, Nymphalidae) em diferentes ambientes

.

Flores utilizadas por Heliconius erato phyllis (Fabricius, 1775) (Lepidoptera, Nymphalidae) em diferentes ambientes

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Flores utilizadas por Heliconius erato phyllis (Fabricius, 1775) (Lepidoptera, Nymphalidae) em diferentes ambientes
Autor Macedo, Josielma Hofman de
Orientador Moreira, Gilson Rudinei Pires
Co-orientador Bauermann, Soraia Girardi
Data 2007
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Ênfase Ambiental: Bacharelado.
Assunto Ecologia de populações
Heliconius erato phyllis
Resumo Heliconius erato phyllis (Fabricius, 1975) (Lepidoptera, Nymphalidae), alimenta-se de néctar e pólen de diversas flores. O presente trabalho visa avaliar a existência de especialização local nesta espécie, comparando as assembléias de flores visitadas e os conteúdos polínicos em cinco locais. Fot estabelecida nestes locais uma transecção de 1200 m de compnmento e 4 m de extensão, percorrida entre 1 O e 16:00 h, durante dois dias, em quatro ocas1ões distribuídas sazonalmente. As borboletas avistadas foram seguidas até sua 8 prime1ra alimentação, capturadas, e o pólen aderido à probóscide, coletado, corado, montado sobre lâmina llamínula e identtfícado. As flores correspondentes foram identifícadas e tiveram sua abundância quantificada. Foram registradas 171 visitas a 31 angiospermas (14 famílias). Das 129 amostras de pólen, 85% tiveram o conteúdo identtficado, sendo registradas 21 espécies. Poucas espécies responderam por grande número de visitas e por grande número de grãos de pólen. Lantana camara foi a mais visitada e, segunda em número de grãos pólen nas probóscides (a primeira foi impatiens walleriana). Também foi a única planta utilizada em todos os locais. Assim, sua relação com a borboleta parece estar associada a componentes inatos do comportamento desta. Houve variação entre os locais nas demais espécies quanto à taxa de visitas e presença de 18 grãos de pólen nas probóscides. As flores mais utilizadas não necessariamente corresponderam as mais abundantes, um indício de seleção. Assim, há especialização local entre os adultos H. erato phyllis.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/159482
Arquivos Descrição Formato
000637346.pdf (10.43Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.