Repositório Digital

A- A A+

Aptidão física relacionada à saúde cardiovascular : proposição de pontos de corte para escolares brasileiros

.

Aptidão física relacionada à saúde cardiovascular : proposição de pontos de corte para escolares brasileiros

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aptidão física relacionada à saúde cardiovascular : proposição de pontos de corte para escolares brasileiros
Autor Bergmann, Gabriel Gustavo
Orientador Gaya, Adroaldo Cezar Araujo
Co-orientador Halpern, Ricardo
Data 2009
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Adolescente
Antropometria
Aptidão física
Cardiopatias
Criança
[en] Anthropometric
[en] Cardiovascular disease
[en] Cut offs
[en] Physical fitness
[en] ROC curve
[en] Scholars
Resumo As doenças cardiovasculares (DCV) são as principais causas de morte no mundo. Estas doenças se originam e se desenvolvem a partir de uma série de fatores de risco durante os anos da infância e adolescência. Dois componentes da aptidão física relacionada á saúde apresentam associação com estes fatores de risco; a aptidão cardiorrespiratória (ApC) e a composição corporal. Indivíduos jovens com baixos níveis de ApC e níveis elevados do componente de gordura da composição corporal (sobrepeso/obesidade) têm maiores probabilidades de portarem estes fatores de risco. É neste contexto que se insere este estudo, que tem como principais objetivos: 1) identificar a capacidade de triagem de crianças e adolescentes com maior probabilidade de portarem fatores de risco para DCV dos pontos de corte disponíveis na literatura para a ApC e para indicadores antropométricos de sobrepeso e obesidade (IASO), e; b) propor novos pontos de corte para a ApC e IASO de escolares brasileiros de 7 a 12 anos de idade. A amostra do tipo aleatória por conglomerados foi constituída por 1.413 escolares de 7 a 12 anos de idade. A ApC foi medida através do teste de corrida/caminhada de 9 minutos. Os IASO utilizados foram o índice de massa corporal (IMC), o somatório de dobras cutâneas triciptal e subescapular (TRI+SUB) e triciptal e da panturrilha (TRI+PAN), a circunferência da cintura (CC), e o índice de conicidade (IC). O colesterol total (monitor portátil Roche Diagnostics) e as pressões arterial sistólica e diastólica (método auscultatório) foram medidas e através delas foram criadas referências de fatores de risco para DCV. Através da curva Receiver Operating Characteristic (ROC) entre a ApC e os IASO, com as referências de fatores de risco para DCV foram identificados os valores dos pontos de corte que corresponderam ao melhor ajustamento entre sensibilidade e especificidade. A sensibilidade e a especificidade dos pontos de corte disponíveis na literatura e os propostos por nosso estudo foram calculadas a partir de tabelas de contingência com as referências de fatores de risco para DCV. Adicionalmente foi utilizada a regressão logística binária para identificar o quanto os indivíduos que não atenderam aos pontos de corte propostos tinham a mais de probabilidade de apresentar fatores de risco para DCV em relação àqueles que atenderam. Os resultados indicaram que os pontos de corte disponíveis na literatura para a ApC não apresentam bom ajustamento entre sensibilidade e especificidade, não sendo adequados para a avaliação da ApC. Os pontos de corte disponíveis na literatura para os IASO por outro lado, no geral, apresentaram aceitáveis ajustamentos entre sensibilidade e especificidade. Os pontos de corte propostos no presente estudo para ApC e para os IASO mostraram-se adequados para a identificação de escolares com maiores probabilidades de portarem fatores de risco para DCV, com ajustamentos entre sensibilidade e especificidade melhores que os apresentados pelos pontos de corte disponíveis na literatura. Estes resultados ficam reforçados quando as análises da regressão logística binária indicam que a probabilidade de escolares que não atenderam aos pontos de corte propostos em nosso estudo é maior que a probabilidade de escolares que não atenderam aos pontos de corte propostos na literatura de portarem fatores de risco para DCV em relação aos escolares que atenderam aos pontos de corte. Dentre os IASO o IMC e o TRI+SUB foram os que apresentaram melhor capacidade de identificar escolares com maior probabilidade de apresentar fatores de risco para DCV. Contudo, os demais IASO, com exceção do IC, também mostraram adequada capacidade. Frente aos resultados encontrados ficam evidências de que indivíduos com baixos valores de ApC e elevados de IASO possuem maior probabilidade de apresentar fatores de risco para DCV em comparação com aqueles com valores mais apropriados. Além disto, os pontos de corte propostos pelo presente estudo mostraram-se mais adequados que àqueles disponíveis na literatura para a identificação de escolares com maior probabilidade de portarem fatores de risco para DCV. Desta forma, sugerimos as medidas de ApC pela corrida/caminhada de nove minutos e dos IASO estudados, com exceção do IC, e a avaliação pelos pontos de corte propostos no presente estudo para triagem de escolares com risco aumentado para apresentarem fatores de risco para DCV.
Abstract The cardiovascular diseases (CVD) are the mainly death cause in the world. These diseases begin and development during childhood and adolescent years by a serial of risk factors. Two components of health related physical fitness show association with these risk factors; cardiorespiratory fitness (CF) end body composition. Young individuals with low level of CF and high level of fat component of body composition (overweight/obesity) have more probability to carry on these risk factors. The aims of this study are: 1) to identify the sort capacity of children and adolescents with more probability to carry on the CVD risk factors of the CF and overweight/obesity anthropometric indicators (OOAI) cut offs available at literature, end; b) to propose new cut offs to CF and OOAI of brazilian scholars of 7 to 12 years old. The sample was compound for 1.413 scholars of 07 to 12 years old, selected of aleatory by conglomerated way. The CF was measured by the 9 minutes run/walk test. The OOAI utilized were the body mass index (BMI), the sum of triciptal and subescapular skinfold (TRI+SUB) and triciptal and calf (TRI+CAL), waist circumference (WC), and conicity index (CI). The total cholesterol (portable monitor Roche Diagnostics) and systolic and diastolic blood pressure (auscultation method) were measured and were created CVD risk factors references. By the Receiver Operating Characteristic curve between CF and the OOAI, with the CVD risk factors references were identified the cut offs values that correspond to the best balance between sensibility and specificity. The sensibility and specificity of the cut offs available at literature ant those proposed by our study were calculated by contingency tables with the CVD risk factors references. Supplementary was utilized the binary logistic regression to identify how the individual that did not attend the cut offs had more probability to show CVD risk factors than those individuals that did. The results indicated that the CF cut off's available at literature do not show good balance between sensibility and specificity. The OOAI literature available CUT off's by other side, in general, showed acceptable balance between sensibility and specificity. The cut offs proposed at present study for CF and OOAI showed appropriated values to identify scholars with more probability to carry on CVD risk factors with best balance between sensibility and specificity than those showed by cut offs available at literature. These results get reinforced when the binary logistic regression results indicate that the probability of scholars that did not attend the cut offs proposed in the our study is greater than the probability of scholars that did not attend to literature available cut off's to carry on CVD risk factors in relation those scholars that attended the cut offs Among the OOAI the BMI and the TRI+SUB were those that showed the best capacity to identify scholars with greater probability to carry on CVD risk factors. However, the others OOAI, exception CI, show adequate capacity too. These results show that individuals with poor level of CF and great level of OOAI have more probability to carry on CVD risk factors than those individuals with appropriated levels. Besides, the cut offs proposed at our study showed to be more appropriated than those available in the literature to identify scholars with more probability to carry on CVD risk factors. Thus, we suggest the CF by 9 minutes run/walk test and OOAI measured studied, exception CI, and the evaluation by the cut offs proposed at the present study to the sorting of the scholars with more probability to carry on CVD risk factors.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/15960
Arquivos Descrição Formato
000695402.pdf (2.689Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.