Repositório Digital

A- A A+

Caracterização de amostras de pasteurella multocida isoladas de lesões pneumônicas associadas ou não com circovirose em suínos

.

Caracterização de amostras de pasteurella multocida isoladas de lesões pneumônicas associadas ou não com circovirose em suínos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Caracterização de amostras de pasteurella multocida isoladas de lesões pneumônicas associadas ou não com circovirose em suínos
Autor Heres, Tiago da Silva
Orientador Barcellos, David Emilio Santos Neves de
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Circovirose suína
Pasteurela multocida : suínos
Pneumonia enzoótica suína
[en] Characterization
[en] Circovirus infection
[en] Pasteurella multocida
[en] Pneumonia
Resumo A Pasteurella multocida é o agente causador da pasteurelose pulmonar dos suínos, sendo comum a ocorrência dessa infecção associada com o Mycoplasma hyopneumoniae no curso da pneumonia enzoótica. O agente é encontrado em pulmões de várias espécies animais e no homem. A infecção de suínos com o circovírus suíno tipo 2 (PCV2) causa uma forma de infecção sistêmica com profundos efeitos no sistema linfóide, causando prejuízos aos processos normais de defesa e facilitando a instalação de infecções secundárias, incluindo a pneumonia enzoótica complicada pela Pasteurella multocida. O objetivo deste trabalho foi isolar e caracterizar amostras de P. multocida obtidas de suínos com sinais clínicos compatíveis com os da circovirose e de animais de frigorífico quanto ao seu perfil bioquímico, capsular e sensibilidade a antimicrobianos. Foram utilizados 453 materiais (pulmões e suabes das lesões pulmonares), resultando em 115 isolados bacterianos de 79 pulmões. Paralelamente, procurou-se avaliar a eficiência do isolamento da bactéria a partir de dois sítios de amostragem no pulmão: do exsudato bronquial e da superfície de corte pulmonar. Numa amostragem dos casos, procurou-se estabelecer a relação entre a infecção com PCV2 e as lesões pulmonares induzidas pela P. multocida. Numa análise do grau de pneumonia foram classificadas 38 lesões como leves, 19 como médias e 15 graves. Na análise bacteriológica, todas as amostras foram positivas para o teste da catalase e oxidase e negativas para o citrato e H2S, e 11,3% foram negativas ao teste do indol. Utilizando-se os substratos sorbitol, manitol, trealose, maltose e arabinose foram observados seis perfis distintos. O tipo capsular A esteve presente em 93,91% das amostras e o tipo D em 6,09%. Nenhuma das amostras possuía o gene codificador da toxina dermonecrótica (toxA) e a resistência antimicrobiana foi baixa e a oxitetraciclina o princípio ativo com maior resistência 15,65%.
Abstract Pasteurella multocida is the etiologic agent of swine respiratory pasteurellosis and the infection occurs specially associated with Mycoplasma hyopneumoniae in the course of enzootic pneumonia. The agent can be isolated from the lung of several animal species and man. Infection of pigs with porcine circovirus (PCV2) causes a systemic infection with deep effects on the lymphoid system (porcine multisystemic wasting syndrome, PMWS), resulting in impairment of the normal defense processes and facilitating secondary infections, including enzootic pneumonia complicated with Pasteurella multocida. The objective of the present work was to isolate and characterize strains of P. multocida obtained from pigs with clinical signs compatible with PMWS and from slaughter pigs, considering biochemical profile, capsular typing and antibiotic sensitivity testing. A total of 453 materials (lungs and swabs from lung lesions) were used, resulting in 115 bacterial isolates from 79 lungs. At the same time, the efficiency of the isolation of the bacteria from two different sites in the lung was assessed: bronchial exudate and the cut surface of the lung. In a sample of the cases it was tried to establish the relationship between PCV2 infection and lung lesions induced by P. multocida. Analyzing degrees of pneumonia, 38 lesions were classified as mild, 19 as intermediate and 15 as severe. In the bacteriological analysis, all strains were positive for catalase and oxidase, and negative for citrate and H2S, and 11.3 were negative in the indole test. Using sugar fermentation (sorbitol, manitol, trealose, maltose and arabinose) six different profiles were established. Capsular type A was diagnosed in 93.91% of the samples and type D in 6.09%. All strains were negative for the gene codifying dermonecrotic toxin (toxA). Antimicrobial resistance was low, and tetracycline was the product showing higher resistance (15.65%).
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/16139
Arquivos Descrição Formato
000696709.pdf (1.021Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.