Repositório Digital

A- A A+

Determinação da efetividade da atenção farmacêutica em pacientes hipertensos não-controlados : um ensaio clínico randomizado

.

Determinação da efetividade da atenção farmacêutica em pacientes hipertensos não-controlados : um ensaio clínico randomizado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Determinação da efetividade da atenção farmacêutica em pacientes hipertensos não-controlados : um ensaio clínico randomizado
Autor Correa, Paulo Maximiliano
Orientador Fuchs, Flávio Danni
Co-orientador Castro, Mauro Silveira de
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Assistência farmacêutica
Hipertensão
Monitorização ambulatorial da pressão arterial
Resumo Título: Determinação da efetividade da Atenção Farmacêutica em pacientes hipertensos não-controlados: um Ensaio Clínico Randomizado. Introdução: A Atenção Farmacêutica ainda é uma prática pouco conhecida, apesar de decorridos cerca de vinte anos do início concreto dessa atividade. Os agravos à saúde que comumente são alvos da Atenção Farmacêutica são as enfermidades crônicas como asma, diabetes, HIV/AIDS e hipertensão. Existem, contudo, poucos estudos de qualidade que comprovem a efetividade da Atenção Farmacêutica para a melhoria dos níveis pressóricos de pacientes hipertensos. Objetivo: Avaliar a efetividade da Atenção Farmacêutica na redução dos níveis pressóricos de pacientes hipertensos não-controlados. Métodos: Esta dissertação é o relato dos resultados parciais de um estudo em andamento. De uma amostra de 108 indivíduos hipertensos, não-controlados nas medidas de consultório, na MAPA de 24 horas e em tratamento farmacológico, 53 foram randomizados para o grupo intervenção e 55 para o grupo controle. Os pacientes do grupo intervenção receberam Atenção Farmacêutica de um farmacêutico treinado para realizar seguimento farmacoterapêutico segundo o Método Dáder, além do tratamento convencional com a equipe médica, enquanto os pacientes do grupo controle receberam apenas o tratamento convencional. O tempo de seguimento foi de 60 dias, sendo que, nesse período, os pacientes compareceram a consultas no dia da randomização e no sétimo, trigésimo e sexagésimo dias após a mesma. Concluído o período de seguimento, os pacientes repetiram a MAPA de 24 horas. Aferição do desfecho: Realizado pela variação entre os valores iniciais e finais dos parâmetros da MAPA. Resultados: Os pacientes apresentavam características semelhantes na linha de base. Tanto os pacientes do grupo intervenção quanto do grupo controle apresentaram redução nas pressões sistólica e diastólica pela MAPA. Houve tendência de maior redução da pressão arterial, particularmente da diastólica nos pacientes submetidos à intervenção farmacêutica. Conclusão: O estudo demonstrou que a Atenção Farmacêutica é um método viável e que pode auxiliar no controle dos níveis pressóricos de pacientes hipertensos não-controlados.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/16361
Arquivos Descrição Formato
000695729.pdf (246.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.