Repositório Digital

A- A A+

Subdesenvolvimento e dependência : uma análise comparada de Celso Furtado e Fernando Henrique Cardoso

.

Subdesenvolvimento e dependência : uma análise comparada de Celso Furtado e Fernando Henrique Cardoso

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Subdesenvolvimento e dependência : uma análise comparada de Celso Furtado e Fernando Henrique Cardoso
Autor Almeida, José Elesbão de
Orientador Fonseca, Pedro Cezar Dutra
Data 2009
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Economia.
Assunto Brasil
Cardoso, Fernando Henrique 1931-.
Dependência econômica
Desenvolvimento econômico
Furtado, Celso 1920-2004.
Subdesenvolvimento econômico
Teoria econômica
[en] Dependency
[en] Development
[en] Foreign capital
[en] State
Resumo O objetivo desta tese é fazer uma análise comparativa das idéias de Celso Furtado e de Fernando Henrique Cardoso, expressas entre 1950 e 1990, na perspectiva de demonstrar alguns pontos de convergência entre esses autores. Dentre esses pontos, destaca-se a empatia existente entre eles com respeito às expectativas de que a industrialização levada a cabo nos anos 1950 pudesse lançar as bases para um processo de transformações estruturais qualitativas na economia brasileira e a afirmação de um modelo de desenvolvimento nacional apoiado no mercado interno. Comparam-se as posições dos autores concernentes à negação dessas expectativas e às mudanças operadas na economia a partir de meado da década de 1960. Confrontam-se os pontos de vistas sobre o malogro do projeto nacionalista e o novo padrão de desenvolvimento dependente. Faz-se um paralelo sobre as opiniões relativas à necessidade de intervenção do Estado e de participação do capital estrangeiro para dinamizar a acumulação de capital nas economias subdesenvolvidas, notadamente na brasileira. Constata-se que, inicialmente, eles consideravam o processo substitutivo de importações um elemento essencial para superar o subdesenvolvimento e desencadear um projeto de desenvolvimento em bases nacionais. Nos anos 1960, quando se evidencia o fracasso desse projeto, observam-se os mesmos pontos de identificação entre eles, sobretudo em referência à inviabilidade do ideário nacionalista e à constatação de uma situação de dependência da economia brasileira engendrada pelas relações estabelecidas com o sistema mundial. Comprova-se, também, que os autores têm posições semelhantes com respeito à necessidade de uma intensa intervenção do Estado e da indispensabilidade de cooperação do capital externo, em razão de alguns condicionamentos decorrentes da falta de uma burguesia nacional capaz de assumir a liderança do processo, da escassez de poupança interna e da dificuldade de acesso à tecnologia moderna. Verifica-se, ademais, que nos anos 1970 e 1980, os autores mudaram de idéia e passaram a criticar a forma de atuação do aparelho estatal, cuja intervenção concorreu para acentuar a concentração da renda em favor das classes mais abastadas e aumentar as distorções sociais, as quais foram impulsionadas para participação crescente das empresas transnacionais.
Abstract This thesis aims to make a comparative analysis of Celso Furtado's and Fernando Henrique Cardoso's ideas, which were expressed from the fifties to the ninth decade, in order to demonstrate some similarities between these authors. Among these similarities, there is an accentuated empathy between them in relation to the expectations concerning that the industrialization, which was intensified in the fifties, could release the basis for a qualitative structure changing process in Brazilian economy, as well the establishment of a national development model which was supported by the home market. The authors' ideas are also compared to these expectations refusals, as well as to the changes produced in the economy from the sixties. The points of view about the nationalist project unsuccess and the new pattern of dependent development are confronted. A comparison is made between the opinions related to the necessity of State intervention and the use of foreign capital in order to activate the capital accumulation in the underdeveloped economies, especially in the Brazilian one. It is observed that, originally, they considered the substitutive import process an essential element to overcome the underdevelopment and start a development project in national basis. In the sixties, when the failure of this project was evident, the same identification points between them are observed, especially in relation to the impossibility of the nationalist ideas and the recognition of dependence in Brazilian economy established by the relations with the world system. It is also noticed that the authors have similar positions concerning the necessity of an intense State intervention and the essential external capital cooperation, due to some conditions which were consequences of the lack of a national bourgeoisie able to take the leadership in the process, the lack of internal saving and the difficult access to modern technology. It is observed, moreover, that in the seventies and eighties, the authors changed their minds and began criticizing the State system action, whose intervention influenced to highlight the income concentration in favor of the richer classes and to increase the social misunderstandings, which were encouraged to the increasing participation of the transnational companies.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/16407
Arquivos Descrição Formato
000697759.pdf (1.273Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.