Repositório Digital

A- A A+

Implicações clínicas do diagnóstico molecular no manejo do carcinoma medular de tireóide hereditário

.

Implicações clínicas do diagnóstico molecular no manejo do carcinoma medular de tireóide hereditário

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Implicações clínicas do diagnóstico molecular no manejo do carcinoma medular de tireóide hereditário
Outro título Management of hereditary medullary thyroid carcinoma : clinical implications of molecular diagnosis
Autor Punãles, Márcia Khaled
Gross, Jorge Luiz
Maia, Ana Luiza Silva
Resumo O carcinoma medular de tireóide (CMT) hereditário pode apresentar-se como componente das síndromes de Neoplasia Endócrina Múltipla (NEM 2A e 2B) ou Carcinoma Medular de Tireóide Familiar (CMTF). Diferentes mutações no RET foram identificadas como responsáveis pelo CMT e estudos recentes sugerem uma correlação entre o genótipo-fenótipo, podendo existir uma grande variabilidade de síndromes clínicas associadas às diferentes mutações. O presente estudo realizou a análise molecular do RET em indivíduos com CMT e avaliou a correlação entre fenótipo-genótipo nos afetados e seus familiares. Foram incluídos 57 indivíduos com diagnóstico histopatológico/imunohistoquímico de CMT (10 esporádicos e 47 hereditários, provenientes de 16 famílias). O DNA genômico foi extraído de leucócitos periféricos e os exons 10, 11, 13, 14, 15 e/ou 16 do RET amplificados por PCR com primers específicos. A presença de mutações foi determinada por SSCP, restrição enzimática e/ou sequenciamento. Das famílias com CMT hereditário, 7 apresentavam NEM 2A, 3 NEM 2A associada à Líquen Amilóide Cutânea (CLA), 3 NEM 2B, 2 CMTF e 1 outras formas hereditárias. Em 6 famílias com NEM 2A, nas 3 com NEM 2A+CLA e nas 2 com CMTF a mutação estava presente códon 634. Enquanto que a outra família com NEM 2A apresentava a mutação no códon 618. Nos indivíduos com NEM 2B foi detectada uma mutação de novo no códon M918T. Na família classificada como outros, a mutação também localizava-se no códon 634. O diagnóstico molecular identificou mutações em todos indivíduos com doença hereditária, em 23 indivíduos carreadores sem evidência clínica da neoplasia e em 3 indivíduos com CMT aparentemente esporádico, destacando a importância do rastreamento genético como método diagnóstico.
Abstract Hereditary MTC can occur either alone – familial MTC (FMTC) – or as the thyroid manifestation of multiple endocrine neoplasia type 2 (MEN 2) syndromes (MEN 2A and MEN 2B) or others. Three phenotypic subtypes have been reported. MEN 2A(1), MEN 2A(2) and MEN 2A(3). Germline mutations in the RET proto-oncogene cause MEN 2 and recent studies suggest a relationship between specific mutations and different phenotypes in MEN 2 syndromes. The purpose of this study was to identify RET proto-oncogene mutations and analyze a possible relationship between genotype-phenotype in Brazilian kindred with MTC. A total of 57 patients with histopathological and immunohistochemistry diagnosis of MTC were included. This sample was formed from index cases and affected members of 16 families with hereditary MTC and 10 individuals with sporadic tumors. DNA was extracted from leukocytes of the affected individuals and relatives. Exons 10, 11, 13, 14, 15 and 16 were amplificated by PCR, using specific primers. The presence of mutation was determined by SSCP, enzymatic restriction analysis and/or automatic sequencing. The phenotypes of hereditary MTC were as follows: 7 MEN 2A, 3 MEN 2A associated with CLA, 3 MEN 2B, 2 FMTC and 1 other forms. We identified mutations at codon 634 in 6 families with MEN 2A, only one kindred had the mutation at codon 618. The 3 kindred with MEN 2A+CLA, both cases of FMTC and the only family classified as other hereditary forms of the MTC presented the mutation in codon 634. A mutation at codon M918T was identified in the 3 individuals with MEN 2B. The genetic screening was able to identified 23 assymtomatic carriers and determine the hereditary MCT pattern in 3 individuals with apparently sporadic tumors. In conclusion, genetic testing can identify affected and assymtomatic individuals with hereditary disease, allowing early diagnosis and treatment.
Contido em Revista HCPA. Porto Alegre. Vol. 23, n. 1-2 (mar./jun. 2003), p. 22-28
Assunto Carcinoma medular
Hereditariedade
Neoplasia endócrina múltipla tipo 2a
Neoplasia endócrina múltipla tipo 2b
[en] FMTC
[en] MEN 2A
[en] MEN 2B
[en] MTC
[en] Proto-oncogene RET
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/164233
Arquivos Descrição Formato
000429832.pdf (634.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.