Repositório Digital

A- A A+

Efeito do volume do treino de potência nas adaptações neuromusculares de mulheres idosas

.

Efeito do volume do treino de potência nas adaptações neuromusculares de mulheres idosas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeito do volume do treino de potência nas adaptações neuromusculares de mulheres idosas
Autor Radaelli, Régis
Orientador Pinto, Ronei Silveira
Data 2017
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Envelhecimento
Mulheres
Treinamento de força
[en] Aging
[en] Muscle power
[en] Number of sets
Resumo O treino de potência muscular (TP) é mostrado ser uma modalidade de treinamento efetiva e segura para amenizar os prejuízos neuromusculares causados pelo envelhecimento. Porém, ainda há necessidade de mais informação a respeito da prescrição do TP. Assim, o objetivo do presente estudo foi comparar o efeito de 12 e 24 semanas de dois modelos de TP sobre as adaptações neuromusculares de mulheres idosas. Trinta mulheres idosas (60-68 anos) foram randomicamente alocadas em um dois dois grupos: grupo com variação do número séries (VS; n = 15) ou grupo com número de séries constantes (SC; n = 15). Durante o programa de TP o grupo VS realizou uma série por exercício durante as 12 primeiras semanas e a partir da décima terceira semana realizou três séries, enquanto que o grupo SC realizou três séries por exercício durante todo o período de treinamento. Uma repetição máxima (1-RM), contração isométrica voluntária máxima (CIVM), espessura muscular do quadríceps (EMQUA), taxa de produção de torque absoluta e normalizada (TPT, TPTN, respectivamente), impulso contrátil, potência muscular no salto com contra movimento e o desempenho funcional foram avaliados pré (Pré), após 12 (Pós 12) e após 24 (Pós 24) semanas de TP. Os grupos, VS e SC, aumentaram significativa (p ≤ 0,001 – 0,0001) e similarmente (p > 0,05) o 1-RM de extensão de joelhos, a CIVM e a EMQUA Pós 12 e Pós 24 semanas de treinamento. Além disso, quando analisado o aumento do Pós 12 ao Pós 24 semanas, ambos os grupos também mostraram aumento significativo nessas variáveis (p ≤ 0,05), sem diferença entre eles (p > 0,05). A TPT e o impulso contrátil apresentaram melhora significativa Pós 12 e Pós 24 semanas de treinamento (p ≤ 0,01 – 0,0001), enquanto que a TPTN apresentou aumento significativo apenas no Pós 24 (p ≤ 0,05). Ainda, a TPT e impulso contrátil apresentaram melhora significativa (p ≤ 0,05) do Pós 12 ao Pós 24, de maneira similar para ambos os grupos (p > 0,05). A potência muscular e o desempenho também melhoraram significativa (p ≤ 0,01 – 0,0001) e similarmente (p > 0,05) para ambos os grupos Pós 12 e Pós 24 semanas de treinamento. Em resumo o presente estudo encontrou que os grupos VS e CS melhoraram significativa e similarmente as variáveis neuromusuclares e o desempenho funcional Pós 12 e Pós 24 semanas de treinamento. Além disso, o grupo VS comparado ao grupo CS, não teve atenuação nos ganhos Pós 24 semanas de TP em nehuma das variváeis neuromusculares avaliadas e no desempenho funcional.
Abstract The power training (PT) has been shown to be an effective and safe training mode to attenuate the deleterious effects of aging in neuromuscular variables. However, still there is the need for information regarding to PT prescription. Thus, the aim of present study was to compare the effect of 12 and 24 weeks of PT on neuromuscular adaptations in elderly women. Thirty elderly women (60- 68 years) were randomly assigned to one of two groups: group with variation in number of sets (VS; n = 15) or group with number of constant sets (CS; n= 15). During PT routine the VS group perfomed one set by exercise during the first 12 weeks and from the thirteenth week they performed three sets by exercise, whereas CS group performed three sets during entire training period. Onerepetition maximum (1-RM) and maximum isometric voluntary contraction (MIVC) of knee extension, quadriceps femoris muscle thickness (QF MT), absolute and normalized rate of torque development (RTD and RTDN, respectively), contractile impulse, muscle power in countermovement jump and functional performance were assessed before training (Pre), after 12 (Post 12) and after 24 (Post 24) weeks of training. The groups, VS and CS, increased significant (p ≤ 0.001 – 0.0001) and similarly (p > 0.05) the 1-RM, MIVC and QF MT at Post 12 and Post 24 weeks of training. Furthermore, when analyzed the increase of Post 12 to Post 24 weeks, both groups showed significant increases in these variables (p ≤ 0.05), with no difference between groups (p > 0.05). The RTD and the contractile impulse showed significant improvements at Post 12 and Post 24 weeks of training (p ≤ 0.01 – 0.0001), while that the RTDN increased only at Post 24 (p ≤ 0.05). Moreover, RTD and contractile impulse significantly increased from Post 12 to Post 24 weeks, similarly for both groups (p > 0.05). The muscle power and the functional performance also showed significant (p ≤ 0.01 – 0.0001) and similar (p > 0.05) improvements in both groups at Post 12 and Post 24 weeks of training. In summary, the study found that the groups VS and SC improved significant and similarly the neuromuscular variables and functional performance at Post 12 and Post 24 weeks of PT. Furthermore, the VS group compared to SC group did not showed attenuated gains at Post 24 weeks of PT in any neuromuscular variable assessed and in functional performance.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/164384
Arquivos Descrição Formato
001026816.pdf (1.380Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.