Repositório Digital

A- A A+

Perfil epidemiológico do câncer de laringe no Hospital de Clínicas de Porto Alegre

.

Perfil epidemiológico do câncer de laringe no Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Perfil epidemiológico do câncer de laringe no Hospital de Clínicas de Porto Alegre
Outro título Epidemiological profile of laryngeal cancer in Hospital de Clínicas de Porto Alegre
Autor Campagnolo, Andrea Maria
Costa, Sady Selaimen da
Muller, Osvaldo Bruno
Resumo OBJETIVO: O objetivo foi documentar a distribuição e o padrão de comportamento deste tumor entre os nossos pacientes. MATERIAIS E MÉTODOS: Foi realizado um estudo retrospectivo dos pacientes com diagnóstico de câncer de laringe atendidos no Hospital de Clínicas de Porto Alegre entre 1990 e 1996. RESULTADOS: Foram encontrados 242 casos, a maioria da raça branca (94,2%). A divisão por faixa etária mostrou um pico do ocorrência na sétima década de vida e a proporção de homens em relação à mulheres foi de 15:1. O tipo histológico mais comum foi carcinoma epidermóide (98,76%) e o sítio mais freqüentemente acometido foi a glote (44,7%), conseqüentemente, o sintoma mais comum na apresentação foi a disfonia (76,5%). Os pacientes com tumores na supraglote apresentaram, principalmente, disfagia e, aqueles com tumores transglóticos, dispnéia. Quanto ao estadiamento, 43,2% estavam no estágio IV no momento do diagnóstico. Os tumores localizados na supraglote estão relacionados com pior prognóstico, nesta amostra 38,3% dos pacientes com câncer na supraglote estavam no estágio IV, enquanto que a maioria dos tumores glóticos (74,2%) estavam no estágio I. A cirurgia total foi o tratamento mais realizado (50,7%). CONCLUSÃO: O diagnóstico do câncer de laringe no Hospital de Clínicas de Porto Alegre é feito, em sua maior parte, em estágio avançado, tornando o prognóstico desses pacientes bastante reservado.
Abstract OBJECTIVES: The aim was to document the distribution and pattern of behavior of this tumor among our patients. MATERIALS AND METHODS: A retrospective study of patients with diagnosis of laryngeal cancer seen in the Hospital de Clínicas de Porto Alegre between 1990 to 1996 was carried out. RESULTS: There were 242 cases, the majority of whom were from the white race (94,2%). The peak incidence was in the seventh decade of life and male to female ratio was 15:1. The most common histological type was squamous cell carcinoma (98,76%) and by site, glottic involvement was the most frequent (44,7%), and so the most common symptom at presentation was hoarseness (76,5%). Supraglottic tumors presented, mainly, with dysphagia and the transglottics with dyspnea. As to staging, 43,3% were in IV stage at the diagnosis. The supraglottic tumors were, mainly, in the stage IV (38,3%), while the majority of glottic tumors (74,2%) were in the stage I, its reflect a worse prognosis for the supraglottic tumors. The total surgery was the most frequent treatment performed (50,7%). CONCLUSIONS: The laryngeal cancer diagnosis in the Hospital de Clínicas de Porto Alegre is done at a late stage, making the patient’s prognosis really reserved.
Contido em Revista HCPA. Porto Alegre. Vol. 19, n. 1, (1999), p. 39-47
Assunto Epidemiologia
Medicina
Neoplasias laríngeas
[en] Epidemiology
[en] Laryngeal cancer
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/164812
Arquivos Descrição Formato
001024650.pdf (38.47Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.