Repositório Digital

A- A A+

Validation of a chromatographic method to routine analysis of trans-resveratrol and quercetin in red wines

.

Validation of a chromatographic method to routine analysis of trans-resveratrol and quercetin in red wines

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Validation of a chromatographic method to routine analysis of trans-resveratrol and quercetin in red wines
Outro título Validação de método cromatográfico para análises de rotina de trans-resveratrol e quercetina em vinhos tintos
Autor Silva, Letícia Flores da
Guerra, Celito Crivellaro
Czermainski, Ana Beatriz Costa
Ferrari, Leonardo
Bergold, Ana Maria
Abstract The objective of this work was to validate a fast method with low-solvent use, for the analysis of trans-resveratrol and quercetin in red wines. The wines were prepared, using a classical method, from the grape (Vitis vinifera) cultivars Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Malbec, Merlot, Petit Verdot, Pinot Noir, Ruby Cabernet, Syrah, Tannat, and Tempranillo. Samples were filtered and analyzed by high-pressure liquid chromatography (HPLC) with a diode array detector (DAD), at 306 and 371 nm, for trans-resveratrol and quercetin, respectively. An octylsilane column was used, and the mobile phase was composed by a gradient of methanol, water, and formic acid. The method was validated according to the following figures of merit: specificity, linearity, limit of detection, limit of quantification, precision, accuracy, and robustness. The proposed HPLC-DAD method may be established for the analysis of trans-resveratrol and quercetin in red wines.
Resumo O objetivo deste trabalho foi validar um método rápido, com baixo consumo de solventes, para a análise de trans-resveratrol e quercetina em vinhos tintos. Os vinhos foram elaborados por método clássico, a partir das cultivares de uva (Vitis vinifera) Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Malbec, Merlot, Petit Verdot, Pinot Noir, Ruby Cabernet, Syrah, Tannat e Tempranillo. As amostras foram filtradas e analisadas por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) com detector de arranjo de diodos (DAD), em 306 e 371 nm, quanto ao trans-resveratrol e à quercetina, respectivamente. Utilizou-se uma coluna octilsilano, e a fase móvel foi composta por um gradiente de metanol, água e ácido fórmico. O método foi validado de acordo com as seguintes figuras de mérito: especificidade, linearidade, limite de detecção, limite de quantificação, precisão, exatidão e robustez. O método CLAE-DAD proposto pode ser implantado para análises de transresveratrol e quercetina em vinhos tintos.
Contido em Pesquisa agropecuária brasileira (1977). Vol. 51, n. 5 (maio 2017), p. 335-343
Assunto Cromatografia liquida de alta eficiencia
Polifenois
Vitis vinifera
[en] High-pressure liquid chromatography
[en] Polyphenol
[en] Quantification
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/166126
Arquivos Descrição Formato
001044541.pdf (595.7Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.