Repositório Digital

A- A A+

A Produção da periferia : das representações do espaço ao espaço de representação no Bairro Restinga - Porto Legre/RS

.

A Produção da periferia : das representações do espaço ao espaço de representação no Bairro Restinga - Porto Legre/RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A Produção da periferia : das representações do espaço ao espaço de representação no Bairro Restinga - Porto Legre/RS
Autor Gamalho, Nola Patrícia
Orientador Heidrich, Álvaro Luiz
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geografia.
Assunto Geografia regional
Geografia urbana
Restinga (Porto Alegre, RS)
[en] Handmade houses
[en] Outskirts
[en] Representation
[en] Space
Resumo A presente pesquisa tem como objetivo compreender a produção do espaço e de suas representações no bairro Restinga - Porto Alegre/RS. São construções atravessados por materialidades, idéias, intenções e vidas, que formam, de forma contraditória, complexa e singular, o bairro. Sua produção material é indissociável de seus imaginários e, embora o espaço seja abstração, é também materialidade na vida das pessoas, envolvendo desde a ordem distante, do Estado e instituições, até a ordem próxima, dada pelas relações em redes ou de vizinhança. Nesse sentido, a produção do espaço é acompanhada por distintas (e contraditórias) representações, constituídas dentro e fora da Restinga. São imaginários que originaram com a produção do bairro e a remoção das malocas, reproduzindo hoje, sob outras roupagens, as distâncias sociais. Contudo, o morador que encontra no bairro o abrigo dentro de uma sociedade desigual, constitui valores positivos, dissociando-o dos imaginários que o estigmatizam. É nesse sentido, que fatos e idéias compõem o viver do morador da periferia, constituindo os vínculos entre sujeito e bairro, em elaborações constantes do espaço de representação.
Abstract This research aims to understand the production of space and its representations at Restinga neighborhood, in Porto Alegre, RS. They are constructions built by materialities, ideas, intentions and lives, which form, in a contradictory, complex and singular way, this neighborhood. Its material production is not separable from its imaginary and, although the space is abstraction, it is also materiality in people's lives, evolving from the distant order - State and institutions - to the nearer order, given by the relationships of neighborhood or in nets. Thus, the production of space is kept up with distinct (and contradictory) representations, formed inside and outside Restinga. These imaginaries were created with the production of the neighborhood and the removing of the poorest handmade houses, which reproduces, in another way, the social distances. However, the person who finds in the neighborhood a shelter inside an unequal society has positive values, undoing it from the imaginaries that stigmatize it. Facts and ideas compound the people from outskirts' lives, which build the links between individual and neighborhood, in constant elaborations of space of representation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/16658
Arquivos Descrição Formato
000704164.pdf (8.845Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.