Repositório Digital

A- A A+

Disjuntivite: conhecimento, fenomenologia e racionalidade

.

Disjuntivite: conhecimento, fenomenologia e racionalidade

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Disjuntivite: conhecimento, fenomenologia e racionalidade
Autor Rolla, Giovanni
Orientador Carvalho, Eros Moreira de
Data 2017
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Filosofia.
Assunto Ceticismo
Fenomenologia
Filosofia
Filosofia analítica
[en] Embodied cognition
[en] Embodied rationality
[en] Epistemological disjunctivism
[en] Phenomenological disjunctivism
[en] Self-knowledge
[en] Skepticism
Resumo O presente trabalho visa motivar e defender o disjuntivismo epistemológico, a tese de que a percepção é estado factivo e racionalmente fundado. Essa variação de disjuntivismo é apresentada como uma dissolução do paradoxo cético da subdeterminação. Diante do problema cético do sonho, o disjuntivismo epistemológico é tomado conjuntamente com uma concepção enactivista da percepção, cuja tese central é que estados perceptuais são constituídos pelas ações do agente no ambiente. A conjunção dessas duas teses promove uma concepção corporificada da racionalidade, segundo a qual estados percpetuais racionalmente fundados são obtidos pelo exercício de habilidades do indivíduo no ambiente. Essa tese é ameaçada pela intuição supostamente plausível de que indivíduos em cenários céticos poderiam ser racionais, ainda que não possuíssem meios corpóreos para interação com seu em torno. Argumenta-se contra essa intuição pela crítica à maneira como cenários céticos são concebidos. Por fim, aplica-se o enactivismo radical ao autoconhecimento, promovendo um meio termo entre um modelo perceptual de autoconhecimento e um modelo racionalista.
Abstract This work is intended to motivate and defend epistemological disjunctivism, the view that perception is a factive and rationally grounded state. This version of disjunctivism is presented as a dissolution of the underdetermination skeptical paradox. Facing the dream skeptical problem, epistemological disjunctivism is taken in conjunction with an enactive conception of perception, whose core thesis is that perceptual states are constituted by one’s actions in the environment. The conjunction of these two theses promotes an embodied notion of rationality, according to which rationally grounded perceptual states are achieved by the exercise of one’s abilities in the environment. That view is threatened by the apparently plausible intuition that individuals in skeptical scenarios could be rational even if they lacked the bodily means to interact with their surroundings. This intuition is defeated by a critique to the way skeptical scenarios are conceived. Lastly, radical enactivism is applied to self-knowledge, attaining a middle ground between the perceptual and the rationalist models of self-knowledge.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/169018
Arquivos Descrição Formato
001048278.pdf (814.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.