Repositório Digital

A- A A+

Implantação de ações de educação em saúde no Instituto Federal Farroupilha Campus Alegrete integradas ao Programa Saúde na Escola

.

Implantação de ações de educação em saúde no Instituto Federal Farroupilha Campus Alegrete integradas ao Programa Saúde na Escola

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Implantação de ações de educação em saúde no Instituto Federal Farroupilha Campus Alegrete integradas ao Programa Saúde na Escola
Autor Ancini, Denise Margareth Borges
Orientador Manfroi, Waldomiro Carlos
Co-orientador Silva, Clecio Homrich da
Data 2017
Nível Mestrado profissional
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ensino na Saúde.
Assunto Educação em saúde
Saúde escolar
[en] Health at school
[en] Health at School Program
[en] Health education
[en] School Health
Resumo Objetivo: Implantar ações de educação em saúde no Instituto Federal Farroupilha campus Alegrete (IFFAR/CA), integradas ao Programa Saúde na Escola (PSE), padronizando atividades, qualificando a assistência ao estudante e estimulando a prática dos temas transversais em saúde. Metodologia: A pesquisa foi realizada no IFFAR/CA com a participação de 80 estudantes do primeiro ano do curso médio integrado Técnico em Agropecuária e 31 docentes, em duas etapas, com abordagens quantitativa e quanti/qualitativa. A coleta de dados na primeira etapa (Componente I) foi através de análise documental do Prontuário Clínico Multiprofissional do seu setor de saúde, num estudo analítico descritivo transversal com abordagem quantitativa, e na segunda etapa (Componente II) a coleta de dados foi por intermédio de questionário on line semiestruturado autoaplicado nos docentes, num estudo exploratório descritivo com enfoque quanti-qualitativo. A interpretação dos dados do componente I foi através do software Excel® do Microsoft Office®, utilizando valores absolutos e relativos e medidas de frequência central, média e desvio padrão, para as variáveis pressão arterial, Índice de Massa Corporal (IMC), avaliação odontológica e avaliação psicológica. No componente II, os dados quantitativos foram processados por escalas de Likert, avaliados pela distribuição de frequências em cada resposta, enquanto os qualitativos foram interpretados pela análise temática de conteúdo de Bardin. Resultados:Os resultados no Componente I mostraram idade média dos estudantes de 15,3 anos, 56,25% (n=45) do gênero masculino,53,75% (n=43) moradores no alojamento do campus e 36,25% (n= 29)oriundos da cidade de Alegrete/RS. Quanto ao IMC, foi encontrada prevalência de 18,75% de sobrepeso e 6,25% de obesidade, maior no gênero feminino (20% e 11,4%) comparado ao masculino (17,8% e 2,2%). Foi diagnosticada uma estudante hipertensa (1,25%), e teve-se 7,5% de pré-hipertensos (somados os gêneros). Dos 68 estudantes que realizaram avaliação odontológica, 13% não necessitaram intervenção, 50% realizaram limpeza e 36,8%, restauração. 16,2% (n=11) dos estudantes foram encaminhados para avaliação odontológica externa, a maioria do gênero feminino (tratamento ortodôntico). Dos 43,75% (n=35) dos estudantes avaliados pelo setor de psicologia, 20%(n=16)era por queixas de pais ou professores de falta de interesse ou problemas de rendimento em sala de aula e 17,5%(n=14) procuraram espontaneamente.No componente II, 28,2% (n=31) dos docentes respondeu ao questionário; destes, 54,8% (n=17)do gênero feminino e 54,8% (n=17)na faixa etária entre30 a 39 anos. 54,8% formados há pelo menos 07 anos, 54,9% tem mestrado e 25,8%, doutorado. Os dados qualitativos mostraram que estes têm interesse em trabalhar temas de saúde com auxílio dos profissionais da área na instituição, de forma inovadora e continuada, interdisciplinar e multi/interprofissional, e os temas sugeridos por eles espelham os propostos pelo Programa Saúde na Escola.Considerações Finais: Verificou-se que as ações do PSE poderiam ser padrão institucional de atividades do setor de saúde, configurando-se como oportunidade de atender o princípio da integralidade, articulando o trabalho de profissionais de saúde e educação, desenvolvendo ações mais focadas na promoção da saúde e permitindo ampliar o cuidado ao adolescente, potencializando as singularidades e o desempenho escolar.
Abstract Objective: To implement education in health actions in the Federal Institute Farroupilha Alegrete campus (IFFAR / CA), integrated to the Health in School Program (PSE), standardizing activities, qualifying student assistance and stimulating the practice of themes Cross-sectional studies on health. Methodology: The research was carried out at IFFAR / CA and counted with80 students of the first year of the integrated technical course in Agriculture and 31 teachers, into two stages, with quantitative and quantitative / qualitative approaches. Data collection in the first stage (Component I) was performed through documentary analysis of the Multiprofessional Clinical Record of the institution's health sector, in a descriptive cross-sectional analytical study with a quantitative approach, and in the second stage (Component II) data collection was carried out through a semi structured online selfadministered questionnaire in the teachers, in a descriptive exploratory study with quantitative-qualitative approaches. The interpretation of the data of Component I was performed using Excel® software of Microsoft Office®, using absolute and relative values and measures of central frequency, mean and standard deviation, for the variables blood pressure, Body Mass Index (BMI) , dental evaluation and psychological evaluation. In Component II, quantitative data were processed using Likert scales, evaluated by the frequency distribution in each of the responses, while the qualitative data were interpreted by the thematic content analysis of Bardin. Results: Component I showed that the mean age of the students is 15.3 years, 56.25% (n = 45) are males, 53.75% (n = 43) of them are Campus and 36.25% (n = 29) come from the city of Alegrete / RS. In BMI, a prevalence of 18.75% of overweight and 6.25% of obesity was found, higher in females (20% and 11.4%) than males (17.8% and 2.2%). One hypertensive student (1.25%) was diagnosed, and students of both genders had 7.5% of pre-hypertensive individuals. Of the 68 students who underwent dental evaluation, 13% did not require intervention, 50% performed cleaning and 36.8%, restoration. 16.2% (n = 11) of the students were referred for external dental evaluation, most of them female (orthodontic treatment). 43.75% (n = 35) of the students were evaluated by the psychology sector, 20% (n = 16) for complaints of parents or teachers lacking interest or problems in classroom performance and 17.5% = 14) spontaneously sought. In Component II, 28.2% (n = 31) of the teachers answered the questionnaire; of these, 54.8% (n = 17) are female and 54.8% (n = 17) are in the age group between 30 and 39 years. 54.8% have been formed for at least 7 years, 54.9% have a master's degree and 25.8% have a PhD. Qualitative data showed that teachers have an interest in working on health topics, with the help of professionals in the area in the institution, in an innovative and continuous, interdisciplinary and multiprofessional way, and the themes suggested by them reflect those proposed by the Health in School Program. Final Considerations: It was verified that the actions of the PSE could be the institutional standard of activities of the health sector, being configured as an opportunity to meet the principle of integrality, articulating the work of health professionals and education, developing more focused actions in health promotion and allowing the expansion of adolescent care, enhancing singularities and school performance.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/169108
Arquivos Descrição Formato
001047136.pdf (18.65Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.