Repositório Digital

A- A A+

O processo de lifestreaming em serviços da Web 2.0 no contexto da pós-modernidade: um estudo no agregador friendfeed

.

O processo de lifestreaming em serviços da Web 2.0 no contexto da pós-modernidade: um estudo no agregador friendfeed

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O processo de lifestreaming em serviços da Web 2.0 no contexto da pós-modernidade: um estudo no agregador friendfeed
Autor Mazzocato, Sandra Bordini
Orientador Primo, Alex Fernando Teixeira
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação.
Assunto Ciberespaço
Interação mediada por computador
Internet 2
Redes sociais
Resumo A presente pesquisa analisa a interação e expressão do sujeito pós-moderno no processo de lifestreaming. Ocorre na pós-modernidade um descentramento da noção de identidade do sujeito (HALL, 2000). Neste período os radicalismos dão lugar à multiplicidade de papéis e interesses. Com a sociedade em rede e o desenvolvimento da internet, a informação passa a ser compartilhada livremente (CASTELLS, 1999a). Com a Web 2.0 a participação social, bem como os meios de expressão, aumenta em número e complexidade. Nesta nova fase, observa-se um crescimento acelerado de serviços de redes sociais no ciberespaço. Em muitos casos, pessoas tendem a participar de muitos deles, passando a experimentar uma dispersão pessoal na web. Além disso, atualmente os interagentes na internet estão em constante contato com informações variadas e excessivas. O lifestreaming surge como uma dinâmica típica deste contexto. Nesse processo o sujeito compartilha ações pessoais na web a uma rede de contatos, periodicamente. Estas ações referem-se a interações em diferentes serviços de redes sociais como conversações, postagens de fotos, entre outros. No lifestreaming forma-se um espaço em que a expressão do sujeito refere-se às suas próprias ações pessoais. Neste trabalho analisa-se as formas de uso de um agregador lifestreaming, o friendfeed de 20 pessoas entrevistadas. A partir disso percebe-se principalmente a multiplicidade do sujeito nesse processo, influenciando fatores como a representação do eu social e o compartilhamento de informações. Com o lifestreaming não ocorre uma centralização das atividades das pessoas na web. Os ambientes de lifestreaming não substituem todos os outros, mas são utilizados como mais um espaço de interação (não necessariamente conversação) no ciberespaço. O sujeito que interage na web é múltiplo e fragmentado, assim seus interesses não poderiam ser resumidos em um único formato interativo, em uma única rede de contatos. O lifestreaming não acaba com a dispersão na web, ou com a incoerência do sujeito pós-moderno. Tão pouco estabelece isso como objetivo.
Abstract This research analyses the interaction and expression of the postmodern subject in the process of lifestreaming. In post-modernity, there is a decentering on the notion of subject identity (HALL, 2000). The radical approaches of this period give place to the multiplicity of roles and interests. Due to our network society and the development of internet, information comes to be freely shared (CASTELLS, 1999a). With Web 2.0, social participation and the means of expression grow in number and complexity. In this new stage, an increasing growth of social network services in cyberspace is perceived. In many cases, people tend to participate in many of them, experiencing a personal dispersion in the web. Besides, the interactors are in frequent contact with excessive and varied information nowadays. Lifestreaming arises as a typical feature in this context. It is a process in which the subject shares personal actions with a network of contacts periodically in the web. These actions refer to interactions in different social network services such as conversation, photo posting, among others. In this paper are analyzed the forms of usage of a lifestreaming aggregator, the friendfeed, out of the statements of twenty people interviewed. From that is perceived mainly the multiplicity of the subject in this process, influencing factors as the representation of the social "self" and the sharing of information. In lifestreaming, there is no centralization of the activities of people in the web. The environments of lifestreaming do not substitute every other, but are taken as one more space for interaction in cyberspace, not necessarily conversation. The subject that interacts in the web is multiple and fragmented, as his or her interests could not be resumed in one only interactive format, in a single network of contacts. Lifestreaming does not end dispersion in the web or the incoherence of the post-modern subject. Neither establishes that as an objective.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/16927
Arquivos Descrição Formato
000708847.pdf (7.470Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.