Repositório Digital

A- A A+

A persistência do fim da História

.

A persistência do fim da História

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A persistência do fim da História
Autor Savoldi Junior, Antenor
Orientador Cezar, Temistocles Americo Correa
Data 2017
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Fukuyama, Francis
Guerra fria
Modernidade
Pós-modernidade
Temporalidade
Teoria da história
[en] Clash of Civilizations
[en] Cold War
[en] End of History
[en] Modernity
[en] Post-modernity
[en] Presentism
[en] Temporality
[en] Theory of History
Resumo Este trabalho propõe o estudo da ideia de “fim da História”, conforme apresentada pelo cientista político norte-americano Francis Fukuyama. Em um primeiro momento, delimitamos seu conceito de “fim da História” a partir do artigo original The End of History?, de 1989, e de suas publicações seguintes, até o livro The End of History and the Last Man, de 1992. Na segunda parte, após contrastar a ideia ao paradigma de “choque de civilizações”, de Samuel Huntington, aproximamos a estrutura conceitual proposta por Fukuyama de tópicos da teoria da história e história da historiografia relacionados ao conceito moderno de História e sua eventual exaustão identificada por diversos autores. No terceiro momento, o trabalho aborda o percurso da obra de Fukuyama após a repercussão inicial de sua proposta de “fim da História”, até os dias de hoje, buscando eventuais novidades à estrutura conceitual delimitada anteriormente. A título de conclusão, abordamos o cenário atual dos debates da historiografia para especular acerca do futuro do campo do conhecimento e do ofício do historiador.
Abstract This work proposes the study of the idea of the “end of History“, as it is presented by the North American political scientist Francis Fukuyama. At first, we delimit the concept from his original article The End of History?, published in 1989, and from his following publications, up to his 1992 book The End of History and the Last Man. In the second part, after contrasting Fukuyama’s idea to Samuel Huntington’s “clash of civilizations” paradigm, we put the conceptual structure proposed by Fukuyama alongside topics regarding theory of history and history of historiography related to the modern concept of History and its eventual exhaustion, already signaled by several authors. The third part approaches the long course of Fukuyama’s work regarding “the end of History”, after the repercussion of his initial article up until the present days, looking for eventual innovations in the conceptual structure previously designed. For the sake of conclusion, we approach the current debates around the topic, to speculate about the future of the field of knowledge and the role attributed to the professional historian.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/171247
Arquivos Descrição Formato
001046147.pdf (781.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.