Repositório Digital

A- A A+

Mix de políticas de envolvimento dos empregados : a diversidade das tendências de gestão das pessoas na indústria do RS

.

Mix de políticas de envolvimento dos empregados : a diversidade das tendências de gestão das pessoas na indústria do RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Mix de políticas de envolvimento dos empregados : a diversidade das tendências de gestão das pessoas na indústria do RS
Autor Antunes, Elaine di Diego
Orientador Roesch, Sylvia Maria Azevedo
Data 2001
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Empregados
Organização do trabalho
Recursos humanos
Trabalhador
Resumo Frente às inúmeras mudanças que vêm ocorrendo no mundo, têm chamado atenção as reorientações no âmbito da gestão de pessoas. Neste sentido, sugere-se que distintas tendências de gestão (voltada à Sobrevivência, ao Controle e ao Comprometimento) estão sendo utilizadas pelas empresas. Em função disso, o foco central da tese indaga se as políticas de envolvimento dos empregados (quando usadas de forma intensa, estratégica e combinada) fornecem um diferencial, podendo ser compreendidas como bases para o comprometimento e para a competitividade organizacional. O que se tem verificado, sobretudo nos fundamentos teórico-empíricos relacionados às empresas situadas em países desenvolvidos, é que um mix de políticas de RH tem contribuído para reconfigurar a gestão tradicional de pessoal através da adoção da abordagem estratégica da Administração de Recursos Humanos integrada à estratégia da Gestão da Qualidade. A ligação entre ambas deve-se à orientação comum ao consentimento/comprometimento dos empregados, à flexibilidade e aos resultados competitivos. Isso é buscado, parcialmente, através da otimização do desempenho dos empregados. Entende-se que o desempenho desses depende da implementação de uma estratégia de gestão de pessoas que atue simultaneamente sob três eixos básicos, quais sejam: (1) motivação e incentivo, (2) capacitação e competência e (3) apoio técnico-organizacional. Para demonstrar tais evidências acerca das políticas de Envolvimento dos Empregados, estruturou-se uma problemática teórica, a qual é ilustrada, de forma simplificada, através de um Diagrama (ver p. 161 ). Esse foi construído pelo embasamento na literatura recente (Cap. 2) e, posteriormente, testado com a pesquisa empírica (Cap. 4). O interesse central do estudo de campo é estudar a intensidade de uso das políticas de envolvimento dos empregados, tendo como categorias centrais de análise as tendências de gestão mencionadas. Para tanto, um levantamento tipo survey realizado com representantes gerenciais de 142 empresas industriais do Rio Grande do Sul, retratando o período 1996-97, é analisado. Esse permite um estudo de caráter longitudinal, uma vez que é possível comparar certos resultados com os obtidos na lº edição da pesquisa Indicadores da Qualidade e ProdutividadeRS, efetuada em 1995. Recorre-se às estatísticas e é feito uso de explicações teóricas para interpretar os resultados obtidos. Dos resultados encontrados, conclui-se que o mix de políticas de envolvimento dos empregados fornece bases para incrementar o comprometimento e a competitividade organizacional, o que têm sido desejado e usado por parte do empresariado. Contudo, nem todos os segmentos industriais se orientam pela tendência de gestão voltada ao comprometimento ou parecem estar preparados para a sua adoção. Faltam informações, recursos e incentivos, seja através de políticas públicas que permitam expandir as práticas mais modernas de gestão para os setores e segmentos sociais menos desenvolvidos, seja via pesquisas científicas que ratifiquem (ou retifiquem) a tese aqui defendida.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/171440
Arquivos Descrição Formato
000308474.pdf (145.4Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.