Repositório Digital

A- A A+

Determinantes contextuais da necessidade de prótese total em idosos : uma análise multinível

.

Determinantes contextuais da necessidade de prótese total em idosos : uma análise multinível

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Determinantes contextuais da necessidade de prótese total em idosos : uma análise multinível
Autor Giordani, Jessye Melgarejo do Amaral
Orientador Slavutzky, Sonia Maria Blauth de
Co-orientador Pattussi, Marcos Pascoal
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Odontologia geriatrica
Protese dentaria total
[en] Aged
[en] Dental prosthesis
[en] Dentistry
[en] Multilevel analysis
Resumo Introdução: Tem sido demonstrado que fatores sociais, econômicos e do ambiente podem influenciar as condições de saúde bucal do indivíduo, principalmente para grupos vulneráveis como os idosos. O envelhecimento populacional desafia a habilidade de produzir políticas de saúde que respondam às necessidades das pessoas idosas. De acordo com o Inquérito Nacional de Saúde Bucal (SB Brasil), em 2003, cada idoso com idade entre 65 a 74 anos já havia perdido quase 26 dentes e mais da metade dessa população necessitava algum tipo de prótese. O objetivo do presente estudo foi avaliar a influência de aspectos sócio-demográficos e de serviços odontológicos contextuais na necessidade de prótese total em idosos. Metodologia: Este é um estudo epidemiológico transversal de base populacional de caráter multinível com dois níveis de análise, individual e contextual (municipal). Os dados do nível individual foram obtidos através de exames clínicos bucais (critérios da OMS) e entrevistas estruturadas conduzidos nos domicílios, a partir do banco de dados do SB Brasil e os do nível contextual a partir do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (2000) para os 250 municípios brasileiros participantes do inquérito. A população do estudo eram 5.349 indivíduos de 65 a 74 anos. O desfecho foi necessidade de prótese total em pelo menos uma das arcadas, constatada através de exame bucal em idosos desdentados, que não estavam usando prótese total no momento do exame. As exposições em nível contextual incluíam dados socioeconômicos, demográficos e de serviços odontológicos. Resultados: A prevalência de necessidade de prótese total para a faixa etária de 65 a 74 anos foi igual a 27,4%, (IC95%: 26,2-28,6). Após a análise ajustada, a chance de possuir necessidade de prótese total era menor nos residentes da Região Sul (OR 0,67; IC95%: 0,48-0,94); e maior nos municípios com menos de 3,6 anos de estudo (OR 1,57; IC95%: 1,09-2,27) quando comparados com aqueles residentes no Norte e com escolaridade maior que 6 anos. Quanto a variável de serviço odontológico, a chance de possuir necessidade de prótese total foi menor nos municípios onde havia mais de vinte mil habitantes para cada CD (OR 0,71; IC95%: 0,52-0,97) quando comparados com aqueles onde havia de 2 a 10 mil habitantes por CD. Conclusão: Aspectos contextuais apresentaram um efeito importante independentemente das variáveis individuais. Espera-se que o estudo tenha contribuído para que formuladores de políticas públicas de saúde bucal possam identificar municípios prioritários atuando com maior equidade visando a atenção integral e melhoria da qualidade de vida desta população.
Abstract Introduction: Where an individual lives and the characteristics of the social groups to which they belong may be an important determinant of its oral health, specially in elderly people. It poses challenges to health and social policy-makers due to the changing burden of chronic diseases and the marked inequalities in oral health status and access to dental care of this population. The National oral health survey (SBBrasil) showed that each people aged 65 to 74 years in 2003 had already lost 26 teeth and more than the half of this population needed some type of dental prosthesis. The objective of the present study was to assess the influence contextual variables on dentures need in older adults. Methodology: This is cross-sectional population based study in two levels: individual and contextual (town). Individual data was obtained by clinical examinations (WHO criteria) and structured interviews with 5,349 65-74- year-old individuals in 250 towns. Data sources from individual level was the SBBrasil and from contextual level was Program of United Nations for the Development. The outcome was denture need in at least one dental arch. This was assessed in edentulous elders not using dentures during the examination and interview. Contextual exposures included demographic, socioeconomic and dental care variables. Results: The prevalence of denture need was 27.4%, (CI95%: 26.2-28.6). After adjustment for individual level variables, the odds for denture need was higher in elders living in cities with low level of education and compared to those with high (OR 1.57; CI95%: 1.09-2.27) and lower in those with low per capita numbers of dental surgeons per inhabitant (OR 0.71; CI95%: 0.52-0.97). Conclusion: Regardless individual factors, contextual variables showed an independent effect on denture need in the population studied. The study may help policy makers to identify the cities in most need and reduce inequalities in dental care for this age group.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17427
Arquivos Descrição Formato
000716173.pdf (370.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.