Repositório Digital

A- A A+

Jovens com comportamentos de risco para o desenvolvimento de transtornos alimentares : variáveis culturais e psicológicas

.

Jovens com comportamentos de risco para o desenvolvimento de transtornos alimentares : variáveis culturais e psicológicas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Jovens com comportamentos de risco para o desenvolvimento de transtornos alimentares : variáveis culturais e psicológicas
Autor Oliveira, Letíca Langlois
Orientador Hutz, Claudio Simon
Data 2009
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Pós-Graduação em Psicologia.
Assunto Autoestima
Comportamento de risco
Fatores socioculturais
Fatores socioeconômicos
Imagem corporal
Jovens
Transtornos alimentares
[en] Anorexia
[en] Body image
[en] Bulimia
[en] Eating disorders
Resumo O presente trabalho visou a investigar comportamentos de risco para o desenvolvimento de transtornos alimentares em jovens, com ênfase em aspectos psicológicos e culturais. Para tanto, foram realizados dois estudos, dos quais paticiparam 593 jovens escolares e universitários da capital do Estado e de cidades do interior do Rio Grande do Sul. O Estudo I teve como objetivo relacionar esses comportamentos de risco com variáveis regionais, socioeconômicas e raciais. Foram realizadas análises de freqüência, além dos testes não paramétricos de Mann-Whitney e Kruskal-Wallis. Entre os resultados, 17% dos participantes apresentaram positividade no Teste das Atitudes Alimentares (EAT-26), ou seja, comportamentos de risco para o desenvolvimento de transtornos alimentares, sendo 15% dos homens e 19% das mulheres. Encontrou-se também um maior número de comportamentos de risco nos municípios do interior do Estado e entre os participantes de identidade racial não branca. Não houve diferença significativa no que se refere à classe socioeconômica. O Estudo II avaliou a satisfação com a imagem corporal, auto-estima, bem-estar subjetivo e alexitimia em jovens com comportamentos de risco para anorexia nervosa e bulimia nervosa. O teste ρ (rho) de Spearman foi utilizado para calcular as correlações entre o EAT-26 e os demais instrumentos. Para avaliar o efeito das escalas e dos itens sobre o EAT-26 realizaram-se análises de regresssão linear múltipla e de regressão não linear. Constatou-se que indivíduos com comportamentos de risco para transtornos alimentares apresentam insatisfação com a imagem corporal. As mulheres apresentam também baixa auto-estima, pouca satisfação com a vida e um alto índice de afeto negativo e alexitimia. Em relação à escolaridade verificou-se que aqueles participantes com menos anos de estudo têm mais chance de apresentar comportamentos de risco. Destaca-se também como central o resultado de que a baixa satisfação com a imagem corporal e a realização de dietas foram os fatores que mais explicaram a positividade no EAT-26, o que é preocupante já que pesquisas apontam que atualmente há uma insatisfação corporal generalizada entre a população.
Abstract The present thesis aimed to investigate risk behaviors for the development of eating disorders in adolescents with an emphasis on psychological and cultural aspects. Two studies were conducted with 593 participants who were students in high schools and in universities in Porto Alegre and in other cities of the state of Rio Grande do Sul. Study I had as an objective to relate these risk behaviors with regional, socio-economic and racial variables. The data were analysed with Mann-Whitney e Kruskal-Wallis tests. The results showed that 17% of the participants (15% male, 19% female) presented positivity (high scores) in the Eating Atitudes Test (EAT-26) which means that they presented risk behaviors for the development of eating disorders. The results also showed that there were less risk behaviors in the state capital as compared with other cities in the state. Also, white participants presented less risk behaviors than other participants. No significant differences were found for social class. Study II assessed satisfaction with body image, self esteem, subjective well being, and alexithimia in adolescents who presented risk behaviors for anorexia and bulimia. Spearman’s ρ (rho) test was used to obtain correlations between the EAT-26 scores and the other variables of the study. Linear multiple regressions and nonlinear regressions were calculated to determine how much of Eat-26 variance was explained by the other variables. The results showed that participants with risk behaviors for eating disorders also presented insatisfaction with their body image. Females also presented low self esteem, low satisfaction with life, high scores for negative affects and for alexithimia. Also, it was observed that risk behaviors were higher among participants with less years of study. Low satisfaction with body image and dieting were the factors that explained more the positivity in the EAT-26. This finding presents a problem as research has been showing generalized body insatisfaction.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/17485
Arquivos Descrição Formato
000714469.pdf (784.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.