Repositório Digital

A- A A+

O papel da instrução - explícita e implícita - no ensino : aprendizagem de locuções verbais em inglês

.

O papel da instrução - explícita e implícita - no ensino : aprendizagem de locuções verbais em inglês

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O papel da instrução - explícita e implícita - no ensino : aprendizagem de locuções verbais em inglês
Autor Nascimento, Daniela Moraes do
Orientador Finger, Ingrid
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Aquisição de segunda língua
Ensino e aprendizagem
Gramática
Língua inglesa
Locuções
[en] Gerunds and infinitives
[en] Grammar instruction
[en] Implicit and explicit instruction
[en] Second language acquisition
[en] Verb complementation
Resumo No decorrer dos últimos anos, um dos questionamentos da pesquisa em aquisição de segunda língua (doravante L2) diz respeito ao papel das instruções explícita e implícita de formas gramaticais. A maneira através da qual os conhecimentos implícito e explícito são construídos de modo mais eficiente é, ainda, fonte de discordância na literatura. Alguns pesquisadores afirmam que o conhecimento implícito não deriva do aprendizado explícito e, tampouco, pode ser adquirido através da instrução explícita; outros, por sua vez, argumentam que o conhecimento implícito da L2 pode ser adquirido ou facilitado pelo conhecimento explícito. O presente trabalho teve sua origem no interesse pela investigação do efeito das instruções explícita e implícita na aquisição de uma L2, e na observação das diferenças entre os aprendizados implícito e explícito. Acima de tudo, este estudo deriva da percepção de que a maioria de gramáticas e livros didáticos normalmente introduz estruturas gramaticais - em particular, o uso de locuções verbais, que são aqui analisadas - de maneira isolada, sem recorrerem a uma descrição de seu uso por falantes proficientes da L2, e dando prioridade à memorização de listas de verbos. Assim, seis grupos de alunos (três de nível de proficiência básico e três de nível de proficiência intermediário-avançado) do curso de Letras de uma universidade pública foram avaliados em seu conhecimento e capacidade de uso de locuções verbais em inglês, por meio de pré- e pós-testes, compostos de questões de múltipla escolha (tarefas de compreensão) e de exercícios de produção (tarefa de produção). Entre a aplicação do pré- e do pós-teste, foi feita instrução explícita a dois grupos experimentais (um básico e um intermediário-avançado) e implícita a outros dois grupos experimentais (um básico e um intermediário-avançado). Os grupos de controle (um básico e um intermediário-avançado) não receberam instrução. Os resultados dos testes serviram como fonte de análise dos papéis dos dois tipos de instrução mencionados, e mostraram que tanto a instrução explícita quanto a instrução implícita influenciaram positivamente no desempenho dos participantes nos Pós-testes, principalmente quanto aos verbos que podem ser combinados tanto com gerúndios e com infinitivos. Tal resultado pode ser atribuído ao fato de tais verbos representarem uma dificuldade maior para os aprendizes.
Abstract During the last years, one of the questions in second language (for this study, L2) acquisition research concerns the role of explicit and implicit grammar instruction in L2 acquisition. However, the way in which implicit and explicit knowledge is most effectively built up is still a source of disagreement in the specialized literature. Some claim that implicit knowledge does not derive from explicit learning nor can it be acquired through explicit instruction; others, in turn, argue that implicit L2 knowledge can be acquired through or facilitated by explicit knowledge. The present work originated in these studies and discussions about the effect of explicit and implicit instruction in the acquisition of a second language, and in the observation of the differences between implicit and explicit learning. Most importantly, this study derives from the perception that the majority of text and grammar books normally introduce grammar structures - in particular, the use of infinitive and gerund complements, which is analyzed here - in an isolated form, without recurring to an explanation of its descriptive use by proficient speakers of the language, giving priority to the memorization of lists of verbs. Therefore, six groups of students from the Languages course (three of basic level, and three of advanced level of proficiency) of a Federal University were assessed in terms of knowledge and skills - concerning the use of infinitives and gerunds through pre- and post-tests, composed of multiple-choice questions (a comprehension task) and production exercises (a production task). Between the applications of the pre- and post-tests, two groups (one basic and one upper-intermediate) were provided with implicit instruction; another two (also of basic and upper-intermediate level) were given explicit instruction. The two remaining groups constituted control groups (also basic and upper-intermediate), and were not given any kind of instruction. The results of the tests provided sources for analysis of the roles of implicit and explicit instruction, and showed that both kinds of instruction resulted in an improvement of most of students' performances, mainly concerning the group of verbs followed by infinitives and gerunds. The greater difficulty faced by the subjects in dealing with these verbs could possibly explain this fact.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17657
Arquivos Descrição Formato
000720785.pdf (809.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.