Repositório Digital

A- A A+

Trajetórias de desenvolvimento motor de crianças e o engajamento em uma proposta interventiva inclusiva para maestria

.

Trajetórias de desenvolvimento motor de crianças e o engajamento em uma proposta interventiva inclusiva para maestria

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Trajetórias de desenvolvimento motor de crianças e o engajamento em uma proposta interventiva inclusiva para maestria
Autor Spessato, Barbara Coiro
Orientador Valentini, Nadia Cristina
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Atividade motora
Desenvolvimento humano
[en] Human development
[en] Motor activity
[en] Physical stimulation
Resumo O objetivo deste estudo foi investigar o desempenho das habilidades motoras fundamentais (HMF) e a prevalência de maestria¹ e maestria aproximada² (artigos 1 e 2) e os efeitos de uma intervenção motora inclusiva com contexto motivacional para a maestria³ no desempenho motor das HMF e no engajamento (artigo 3). Com esse fim dois estudos foram conduzidos que resultaram em 3 artigos. A amostra do primeiro estudo foi de 1248 crianças de três a 11 anos (artigos 1 e 2) e e do segundo 69 crianças com atrasos motores (artigo 3). Para as avaliações, foram utilizados o TGMD-2 (ULRICH, 2000) e os descritores de respostas de Rink (1996). Os resultados apresentados no artigo 1 demonstraram que poucas crianças das 1248 apresentaram desempenho acima da média (0,6%), e na média (19,2%), as demais apresentaram resultados inferiores a média. A prevalência de maestria de habilidades motoras fundamentais em geral foi baixa, menos de 40% em todas 12 HMF avaliadas; bem como da maestria aproximada que apresentou menos de 30% em 11 HMF. A curva desenvolvimental apresentou um platô a partir dos sete anos de idade. As crianças do grupo de sete anos e mais jovens demonstraram um desempenho das habilidades motoras fundamentais respectivo à faixa etária. Os resultados apresentados no artigo 2, demonstraram que meninos e meninas apresentaram níveis semelhantes de maestria em apenas três habilidades motoras: galope, salto com um pé e passada (p>0,05). Em todas as outras habilidades avaliadas, os meninos apresentaram uma prevalência de maestria significativamente superior à das meninas. Além disso, os meninos demonstraram desempenhos motores significativamente superiores aos das meninas nas habilidades de locomoção e de controle de objeto (p<0,05). Os resultados da intervenção (artigo 3) demonstraram que as crianças do grupo interventivo apresentaram resultados significativamente superiores no desempenho de HMF do pré para o pós-teste (p<0,05). As crianças do grupo controle, no entanto, não apresentaram mudanças significativas do pré para o pós-teste (p>0,05). Meninos e meninas se beneficiaram da intervenção, aprimorando o desempenho de habilidades locomotoras e de controle de objeto. Crianças PNEE e crianças n-PNEE demonstraram um desempenho significativamente diferente e superior (p<0,05) ao grupo de controle nas habilidades de locomoção e de controle de objeto. Quanto ao engajamento, a intervenção proporcionou níveis de engajamento adequados a meninos e a meninas e também a crianças PNEE e n-PNEE. Não foram encontradas correlações significativas na avaliação do engajamento e do desempenho motor.O comportamento engajado motoramente de forma apropriada apresentou uma correlação fraca (r=0,13), e o comportamento engajado motoramente de forma inapropriada apresentou uma correlação negativa e fraca (r=-0,20). O comportamento não engajado motoramente de forma apropriada apresentou uma correlação negativa moderada (r=-0,33), e o comportamento não engajado de forma inapropriada apresentou uma correlação negativa fraca (r=-0,15) com o desempenho motor. Conclui-se que as crianças em geral não estão apresentando um desempenho adequado das habilidades motoras fundamentais, que as meninas estão apresentando um desempenho inferior ao dos meninos e, ainda, que as intervenções motoras com contexto motivacional para a maestria apresentam resultados importantes na redução dos atrasos para crianças com dificuldades motoras.
Abstract The goal of the present research was to investigate the motor development of 12 fundamental motor skills (HMF), and the prevalence of mastery and near mastery (articles 1 and 2) and the effects of a inclusive motor intervention in motor performance of HMF and engajement (article 3). To fulfill that goal two studies were conducted and resulted in three articles. The subjects od the first study were 3 to 11 years old children (n=1248) and in the second 69 children with motor delays (article 3). For the evaluations TGMD-2 (Ulrich, 2000) and the behavioral descriptors Rink (1996) were used. The results presented on article 1 demonstrated that only a few children demonstrated development above average (0,6%), and average(19,2%) according to TGMD-2 criteria. The mastery of fundamental motor skills was generally low considering all participants, less than 40% considering all motor skills accessed, and near mastery less than 30% in 11 HMF. Also the developmental curve demonstrated a plateau from 7 years on. The 5 year old children and younger demonstrated the development according to the expected for their age group.Article 2 results demonstrated that boys and girls displayed similar levels of mastery to girls only in 3 skills: gallop, hopping and leaping (p>0,05). All other skills accessed boys demonstrated a significantly superior prevalence of mastery than girls. Also boys demonstrated significantly superior scores in locomotor and object control skills (p<0,05). The results of the intervention (article 3) demonstrated that intervention group showed significantly higher scores in fundamental motor skills from pre to post test (p<0,05).Children from the control group did not demonstrate any significant changes (p>0,05). Children with and without disabilities demonstrated an improvement in fundamental motor skill enhancing locomotor and object control skills performing significantly different (p<0,05) and superior than the control group after the intervention. The intervention provides adequate levels of engagement and motor development. Correlations of engagement and motor skills were not significant. The behavior motor engaged time appropriate had a positive and weak correlation (r=0,13)in the assessment of engagement, the behavior motor engaged inappropriate had a negative weak correlation (r=-0,20), the behavior not motor engaged appropriate had a negative moderate correlation (r=-0,33), the behavior not motor engaged inappropriate had a weak negative correlation with motor development. Children in general are not demonstrating an adequate development of fundamental motor skills, girls are demonstrating an inferior performance than boys, also interventions with the implementation of the mastery climate demonstrates to be helpful in minimizing motor delays of children with motor difficulties.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/17700
Arquivos Descrição Formato
000722035.pdf (1.281Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.