Repositório Digital

A- A A+

Condições de vida, acesso e utilização dos serviços de saúde no município de Camaquã, RS : contribuições ao estudo dos determinantes sociais de saúde

.

Condições de vida, acesso e utilização dos serviços de saúde no município de Camaquã, RS : contribuições ao estudo dos determinantes sociais de saúde

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Condições de vida, acesso e utilização dos serviços de saúde no município de Camaquã, RS : contribuições ao estudo dos determinantes sociais de saúde
Autor Santos, Daniel Labernarde dos
Orientador Gerhardt, Tatiana Engel
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem.
Assunto Acesso aos serviços de saúde
Desigualdade social : Saúde
Políticas públicas de saúde
Serviços de saúde : Camaquã (RS)
[en] Access to health services
[en] Health services
[en] National health system
[en] Public health policies
[en] Urban population
[es] Acceso a los servicios de salud
[es] Políticas públicas de salud
[es] Populación urbana
[es] Servicios de salud
[es] Sistema único de salud
Resumo O presente estudo insere-se no projeto de pesquisa denominado “Determinantes sociais e interfaces com a mobilidade de usuários: análise dos fluxos e utilização de serviços de saúde” e trata-se de um estudo sobre os determinantes sociais do acesso e utilização dos serviços de saúde no município de Camaquã/RS. Tem como objetivo caracterizar as condições de vida da população em estudo, identificar e analisar as diferenças no acesso e utilização dos serviços de saúde entre os diferentes grupos sociais do Município e a influência das redes de apoio e do apoio social na utilização desses serviços. Trata-se de um estudo epidemiológico de base populacional, com desenho seccional. Foi composta uma amostra probabilística de 256 famílias, totalizando 860 indivíduos. Os dados foram coletados entre abril e julho de 2008 por inquérito domiciliar, por meio de um instrumento contendo questões demográficas, de condições de vida, sobre as redes de apoio e o apoio social, morbidades referidas, acesso e utilização dos serviços de saúde. A estatística descritiva e a análise bivariada foram empregadas na avaliação do acesso e utilização dos serviços de saúde, utilizando-se o teste quiquadrado, para avaliar a significância estatística nos cruzamentos estabelecidos com variáveis demográficas e de condições de vida. Utilizou-se ainda, regressão logística para investigar a magnitude da associação entre as diversas dimensões de apoio social e as variáveis: procurou serviços de saúde e restrição de atividades habituais. De modo geral, este estudo revelou que os moradores de Camaquã têm acesso aos serviços de saúde da rede municipal quando procuram por atendimento, observando-se que as diferenças na utilização dos serviços de saúde são reflexo das diferenças de comportamento dos indivíduos frente às doenças, onde o ato de procurar atendimento passa pelas escolhas individuais de cada usuário, indo além das características de organização da oferta ou disponibilidade de serviços. Nesse contexto, o estudo das redes de apoio e do apoio social aparece como instrumento capaz de dar voz à complexidade de fatores que interferem no modo de vida e saúde dos indivíduos, sugerindo a importância desses como determinantes sociais do acesso e utilização dos serviços de saúde. Evidencia-se, portanto, a necessidade de se aprofundar o conhecimento sobre as dinâmicas sociais decorrentes das diferenças entre os seres humanos e suas implicações no acesso e utilização dos serviços de saúde, sendo necessário para isto uma visão ampliada sobre o tema, que permita a elaboração de políticas de saúde adequadas ao contexto socioeconômico, político e cultural local.
Resumen El presente estudio se insiere en el proyecto de pesquisa denominado “Determinantes sociales e interfaces con la movilidad de usuarios: análisis de los flujos y utilización de servicios de salud” y se trata de un estudio sobre los determinantes sociales del acceso y utilización de los servicios de salud en el municipio de Camaquã/RS. Tiene como objetivo caracterizar las condiciones de vida de la populación en estudio, identificar y analizar el acceso y la utilización de los servicios de salud entre los diferentes grupos sociales del Municipio y la influencia de las redes de apoyo y del apoyo social en la utilización de esos servicios. Se trata de un estudio epidemiológico descriptivo de base de populación, con diseño seccional, que utilizó colecta y análisis cuantitativo de los datos. Fue compuesta una amuestra probabilística de 256 familias, totalizando 860 individuos. Los datos fueron colectados entre abril y julio de 2008 por averiguación domiciliar, por medio de un instrumento conteniendo cuestiones demográficas, de condiciones de vida, sobre las redes de apoyo y el apoyo social, morbideces referidas, acceso y utilización de los servicios de salud. La estadística descriptiva y el análisis bivariada fueron empleadas en la evaluación del acceso y utilización de los servicios de salud, utilizándose el test quicuadrado, para evaluar la significancia estadística en los cruces establecidos con variables demográficas y de condiciones de vida. Se utilizó todavía, regresión logística para investigar la magnitud de la asociación entre las diversas dimensiones de apoyo social y las variables: procuró servicios de salud y restricción de actividades habituales. De modo general, este estudio reveló que los habitantes de Camaquã tienen acceso a los servicios de salud de la red municipal cuando buscan por atendimiento, observándose que las diferencias en la utilización de los servicios de salud son reflejo de las diferencias de comportamiento de los individuos frente a las enfermedades, donde el acto de buscar atendimiento pasa por las elecciones individuales de cada usuario, yendo más allá de las características de organización de la oferta o disponibilidad de servicios. En ese contexto, el estudio de las redes de apoyo y de apoyo social aparece como instrumento capaz de dar voz a la complexidad de factores que interfieren en el modo de vida y salud de los individuos, sugiriendo la importancia de ésos como determinantes sociales de acceso y utilización de los servicios de salud. Se evidencia, por lo tanto, la necesidad de examinar el conocimiento sobre las dinámicas sociales provenientes de las diferencias entre los seres humanos y sus implicaciones en el acceso y utilización de los servicios de salud, siendo necesario para esto una visión ampliada sobre el tema, que permita la elaboración de políticas de salud adecuadas al contexto socioeconómico, político y cultural local.
Abstract The present study is inserted in a research project named “Social determinants and interfaces of users’ mobility: analysis of fluxes and the use of health services”. It is a study on social determinants of the access and use of health services in the city of Camaquã-RS. Its main objective is to characterize the life conditions of the mentioned population, to identify and analyze the access and use of health services among different social groups in Camaquã, as well as the influence of social support nets in the use of such services. It is an epidemiological study of population basis with sectional design. It was set a probabilistic sample of 256 families, totalizing 860 subjects. Data were collect between April and July 2008 by postal survey by the means of an instrument containing demographic and living conditions issues, about the networks of social support, referred morbidity, access and the use of health services. Descriptive statistics and bivariate analysis were applied in the assessment of the access and use of the health services, using qui-squared test in order to assess the statistic significance in crossing demographic variables and living conditions. It was also used logistic regression to investigate the magnitude of the association between the various dimensions of social support and service variables such as: sought for health service and normal activities restriction. In general terms, this study revealed that the citizens of Camaquã have access to health services from the municipal network when they look for it. It was also observed that the differences in the use of health services are the reflection of inequalities in the subjects’ behavior concerning the diseases, where the act of looking for the service pass through each user’s choices going beyond the characteristics of services’ supply or availability. In that context, the study of support nets and of social support appears as an instrument able to give voice to the complexity of factors which interfere in the life style and health of the individuals, suggesting their importance as social determinants of the access and use of health services. It was observed, though, the need of deepening the social dynamic knowledge coming from the differences between human beings and their implications for access and use of the health services, being necessary to do that an expanded vision on the theme, which allows the elaboration of health policies appropriate for each socioeconomic, political and cultural local context.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/18671
Arquivos Descrição Formato
000731998.pdf (1.936Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.