Repositório Digital

A- A A+

Eficácia da estimulação intramuscular no tratamento da dor miofascial crônica

.

Eficácia da estimulação intramuscular no tratamento da dor miofascial crônica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Eficácia da estimulação intramuscular no tratamento da dor miofascial crônica
Autor Couto, Cláudio Luiz Mendes
Orientador Caumo, Wolnei
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Acupuntura
Lidocaina
Síndromes da dor miofascial
[en] Acupuncture
[en] Intramuscular stimulation
[en] Myofascial pain syndrome
Resumo Cenário clínico: A síndrome dolorosa miofascial (SDM) pode ser incapacitante e desafiadora terapeuticamente, devido à ineficácia dos tratamentos convencionais para a dor. Objetivos: O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia da estimulação intramuscular (EIM) na redução da dor e melhora da saúde física e mental de pacientes com SDM. Conduzimos um ensaio clínico randomizado controlado em 60 mulheres, com idades entre 20 e 40 anos, que foram randomizadas para receber EIM, infiltração com lidocaína e falsa eletroneuroestimulação transcutânea (TENS-placebo), duas vezes por semana, durante 4 semanas. Resultados: A redução do percentual de alívio de dor observada na escala análogo-visual de dor (EAVD) durante a primeira semana após o final do tratamento no grupo TENS-placebo foi de 14,01 [intervalo de confiança (IC) 95%; 2,89 a 25,12], o que foi significativamente menor em comparação com o observado nos grupos de infiltração com lidocaína e de EIM, de 43,86% [IC 95%; 26,64 a 61,08] e de 49,74% (IC 95%, 28,95 a 70,54), respectivamente. O tamanho do efeito (TE) sobre a dor, na comparação de TENS-placebo com a EIM e infiltração com lidocaína foi de 1,48 [IC 95%; 0,76 a 2,19] e de 1,20 [0,43 a 1,40], respectivamente. O tamanho do efeito (TE) sobre a dor, na comparação de TENS-placebo com a EIM e infiltração com lidocaína foi de 1,48 [IC 95%; 0,76 a 2,19] e de 1,20 [0,43 a 1,40], respectivamente. A EIM melhorou significativamente os escores da saúde física e mental e o limiar de dor à pressão (LDP). Valores baixos do LDP, antes do tratamento, preveem uma redução do risco de 43% para apresentar um TE pequeno/moderado na dor no grupo da EIM e atitudes positivas, em todas intervenções, aumentaram a probabilidade para uma redução significante na intensidade da dor relatada.. Conclusões: A EIM foi mais efetiva do que o TENS-placebo e pelo menos equivalente à infiltração com lidocaína no tratamento da SDM e na melhora dos sintomas depressivos e da saúde física e mental.
Abstract Background: Myofascial pain syndrome (MPS) can be disabling and therapeutically challenging, because of the inefficacy of traditional pain treatment. Objectives: The objective of this study was to evaluate the efficacy of intramuscular stimulation (IMS) in reducing pain and improving physical and mental health in patientes with MPS. Methods: We conducted a controlled trial in 60 females, aged 20 to 40 years, where the participants were randomized to receive IMS, lidocaine infiltration or TENS-placebo twice a week for 4 weeks. Results: The reduction in the percent pain on a VAS (Visual Analogue-Scale) after the end of the first week of treatment in the TENSplacebo group was 14.01 [95% confidence interval (CI); 2.89 to 25.12], which was significantly lower than for the lidocaine infiltration and IMS groups, which reported 43.86% [95% CI; 26.64 to 61.08] and 49.74 % (95% CI, 28.95 to 70.54), respectively. The ES (effect size) on pain comparing TENS-placebo vs. IMS and TENS-placebo vs. lidocaine-infiltration were 1.48 [95% CI; 0.76 to 2.19] and 1.20 [0.43 to 1.40], respectively. IMS significantly improved the mental and physical health scores and the PPT. Lower PPT values pretreatment predicted a reduction of the risk by 43% of the small/moderate ES in terms of pain in the IMS group and positive attitudes, in all interventions, improved the probability a significant reduction in current pain intensity. Conclusions: IMS was more effective than TENS-placebo and at least equivalent to lidocaine infiltration in treating MPS and improving physical and mental health.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/19021
Arquivos Descrição Formato
000734009.pdf (1.521Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.