Repositório Digital

A- A A+

Susceptibility of Malassezia pachydermatis to azole antifungal agents evaluated by a new broth microdilution method

.

Susceptibility of Malassezia pachydermatis to azole antifungal agents evaluated by a new broth microdilution method

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Susceptibility of Malassezia pachydermatis to azole antifungal agents evaluated by a new broth microdilution method
Outro título Avaliação da susceptibilidade da Malassezia pachydermatis aos antifúngicos azólicos através de um novo método de microdiluição em caldo
Autor Eichenberg, Maria Lúcia
Appelt, Carin Elisabete
Berg, Vanessa
Muschner, Adriana Cunha
Nobre, Márcia de Oliveira
Matta, Daniel da
Alves, Sydney Hartz
Ferreiro, Laerte
Resumo Malassezia pachydermatis é uma levedura, habitante normal e patógena oportunista do conduto auditivo externo de cães e gatos, mas também pode ser encontrada na pele, reto, sacos anais e vagina. Oitenta e duas amostras desta levedura, isoladas de cães com sintomatologia de otite externa oriundos da região de Porto Alegre foram testadas quanto à susceptibilidade antifúngica pelo teste de Microdiluição em Caldo. Os antifúngicos utilizados foram cetoconazol, fluconazol e Itraconazol. Ensaios experimentais indicaram que o Sabouraud dextrose líquido acrescido de 1% Tween 80 era o meio de cultivo mais adequado, assim como a diluição de 1:10 e o tempo de incubação de 48 horas. A faixa de variação da Concentração Inibitória Mínima (CIM) foi a seguinte: cetoconazol de 0,015 a 0,25 mg/mL (media de 0,08 mg/mL); fluconazol de 1 a 32 mg/mL (média de 9,22 mg/mL) e itraconazol de 0,007 a 0,125 mg/mL (media de 0,05 mg/ml). Os isolados de M. pachydermatis apresentaram uma excelente sensibilidade aos agentes antifúngicos testados sendo todos sensíveis ao itraconazol, com apenas 2,4% resistentes ao fluconazol e 3,7% ao cetoconazol O emprego desta proposta de metodologia de microdiluição em caldo, permite a avaliação da susceptibilidade in vitro de um grande número de isolados clínicos de M. pachydermatis aos agentes antifúngicos mais comuns. O fato do protocolo ser de fácil execução, aliado ao baixo custo em relação aos testes similares, torna esta técnica adequada para a rotina laboratorial. Para que seja possível o estabelecimento de comparações criteriosas entre os resultados dos antifungigramas e avaliações cooperativas de ensaios terapêuticos, existe uma necessidade imperiosa de uma padronização mínima dos protocolos utilizados em laboratórios de Micologia Veterinária.
Abstract Malassezia pachydermatis is considered an opportunistic pathogen of the outer ear duct in dogs and cats. This yeast can also be found in the skin, rectum, anal sacks and vagina. Eighty-two samples of this yeast isolated from dogs with the symptoms of external otitis from the Porto Alegre region were tested for their susceptibility to antifungal agents using the Broth Microdilution Method. The testing antifungal agents were Ketoconazole, Fluconazole and Itraconazole. Experimental essays determined that Sabouraud dextrose broth supplemented with 1% Tween 80 was the most appropriate medium for culture, for a ten-fold dilutions for the inocula, and 48 hours as the interval of readings. The ranges of the Minimal Inhibitory Concentrations (MICs) for the 82 samples were (a) Ketoconazole, from 0.015 to 0.25 mg/mL (mean of 0.08 mg/mL), (b) Fluconazole, from 1 to 32 mg/mL (mean of 9.22 mg/mL), and (c) Itraconazole, from 0.007 to 0.125 mg/mL (mean of 0.05 mg/mL) The isolates of M. pachydermatis showed an excellent level of susceptibility to antifungal azole agents, with all strains being susceptible to Itraconazole, and with only 2.4 % and 3.7% being resistant to Fluconazole and Kketoconazole, respectively. The use of the broth microdilution method allows the assessment of the susceptibility of large numbers of samples from M. pachydermatis isolates to the most common antifungal agents. The proposed procedure is easy to perform and considerably inexpensive compared with other existing tests, which makes this a method of choice for laboratorial use. A standardization of procedures currently used in veterinary mycology laboratories is required. Consistent results among laboratories could greatly benefit the establishment of proper comparisons between studies on antifungal susceptibility and therapeutic trials.
Contido em Acta scientiae veterinariae. Porto Alegre, RS. Vol. 31, n. 2 (2003), p. 75-80
Assunto Antifungicos
Malassezia pachydermatis : Cães
Malassezia spp. : Otites : Dermatites
[en] Antifungal susceptibility
[en] Broth microdilution
[en] Fluconazole
[en] Itraconazole
[en] Ketoconazole
[en] Malassezia pachydermatis
[en] Otitis
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/19798
Arquivos Descrição Formato
000416158.pdf (310.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.