Repositório Digital

A- A A+

Armazenagem em atmosfera modificada passiva de carambola azeda (Averrhoa carambola L.) cv. 'Golden Star'

.

Armazenagem em atmosfera modificada passiva de carambola azeda (Averrhoa carambola L.) cv. 'Golden Star'

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Armazenagem em atmosfera modificada passiva de carambola azeda (Averrhoa carambola L.) cv. 'Golden Star'
Outro título Storage in passive modified atmosphere of “golden star” starfruit (Averrhoa carambola L.)
Autor Neves, Leandro Camargo
Bender, Renar João
Rombaldi, Cesar Valmor
Vieites, Rogério Lopes
Resumo Este trabalho avaliou o efeito das embalagens de polietileno de baixa densidade (PEBD), em diferentes espessuras, no prolongamento da vida útil pós-colheita de carambolas cv. ‘Golden Star’. Os frutos foram colhidos fisiologicamente maturos, sendo selecionados pela ausência de defeitos e acondicionados nas embalagens de PEBD, constituindo os seguintes tratamentos: T1 – controle (sem embalagem); T2 – PEBD de 6 μm; T3 – PEBD de 10 μm; T4 – PEBD de 15 μm. Os frutos foram armazenados a 12 +/- 0,5 ºC e 95 +/- 5% de UR, por 45 dias, e mais 5 dias a 22 +/- 3°C e 72 +/ - 5% de UR. Vinte e quatro horas após a colheita e a cada nove dias, amostras eram retiradas do armazenamento refrigerado (AR), mantidas por 12 horas em condições ambiente (22 +/- 3°C e 72 +/- 5% UR) e analisadas quanto à firmeza de polpa (FP), à perda de massa fresca, à coloração da epiderme, aos sólidos solúveis totais (SST), à acidez total titulável (ATT) e à ocorrência de distúrbios fisiológicos Realizou-se também uma análise sensorial ao final do experimento. A maior firmeza de polpa e acidez total titulável, o melhor padrão de coloração, o menor conteúdo de sólidos solúveis totais, a ausência de manchas e podridões, e a melhor aceitabilidade pelos julgadores foram obtidos com os frutos acondicionados em embalagens de 10 μm. Termos para indexação: Embalagem de polietileno, pós-colheita PEBD, qualidade.
Abstract This work was carried out to evaluate the effects of low density polyethylene bags (LDPB) with different thickness on Golden Star starfruit shelf life. The fruits were harvested at mature-green ripening stage, selected from lack of defects and placed in LDPB bags, constituting the following treatments: T1 – control (no bags); T2 – 6 μm thickness LDPB; T3 – 10 μm thickness LDPB; T4 – 15 μm thickness LDPB. Fruits were stored for 45 days in refrigerated air at 12 +/- 0,5ºC and 95 +/- 3% RH and then left at 22 +/- 3°C and 72 +/- 5% RH for 5 days. Twenty-four hours after harvest and every nine days, samples were removed from cold storage, kept for 12 hours in ambient air (22 +/- 3°C and 72 +/- 5% RH) and then analyzed for flesh firmness, weight loss, epidermal color, total soluble solids, total titratable acidity, and occurrence of physiological disorders. Fruits were also evaluated by a trained taste panel. Highest values of flesh firmness and titratable acidity, the best color standard, the lowest soluble content as well as decay incidence and the best acceptance scores by the taste panelists were achieved in fruits stored in 10 μm thickness LDPB.
Contido em Revista Brasileira de Fruticultura. Vol. 26, n. 1 (abr. 2004), p. 13-16
Assunto Armazenamento
Carambola
[en] LDPB
[en] Polyethylene bags
[en] Postharvest
[en] Quality
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/19870
Arquivos Descrição Formato
000447293.pdf (91.27Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.