Repositório Digital

A- A A+

Biofilmes formados em matéria-prima em contato com leite : fatores de virulência envolvidos

.

Biofilmes formados em matéria-prima em contato com leite : fatores de virulência envolvidos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Biofilmes formados em matéria-prima em contato com leite : fatores de virulência envolvidos
Outro título Biofilm formation from milk in contact with raw material: virulence factors involved
Autor Flach, Juliana
Karnopp, Carolina
Corção, Gertrudes
Resumo Biofilmes bacterianos representam uma preocupação à indústria de alimentos por sua potencialidade em resistir a tratamentos antimicrobianos, além de degradar e contaminar os alimentos com patógenos. O presente trabalho avaliou a relação entre fatores de adesão e hidrofobicidade celular na formação de biofilmes, bem como as atividades citotóxica e proteolítica de isolados bacterianos do biofilme. Corpos de prova compostos de polipropileno, aço inoxidável e pano de algodão foram imersos em leite in natura, em diferentes condições de tempo e temperatura. Posteriormente, foram lavados com solução Salina Fosfatada Tamponada e submetidos à sonicação para remoção das células aderidas. Estas foram isoladas, identificadas e submetidas aos testes de produção de cápsula, fímbria, hemolisina, protease e determinação da hidrofobicidade celular. Dos 101 isolados obtidos, 57 foram Gram negativos e 44, Gram positivos; 52,5% foram produtores de cápsula, 49,4% de fímbria, 4,0% de fímbria tipo I, 53,5% de hemolisina e 20,2% de proteases. A maioria dos isolados teve hidrofobicidade celular elevada, e a associação entre presença de cápsula e adesão em pano de algodão foi estatisticamente significante. A presença de bactérias potencialmente patogênicos como Escherichia coli, Staphylococcus aureus e Staphylococcus coagulase-negativos, revela a necessidade do controle microbiológico já em nível de produção de leite, no sentido de evitar complicações à saúde pública.
Abstract Bacterial biofilms represent a concern to food industry, once they can develop resistance to antimicrobial treatments and due to its degradation activity and food contamination with pathogens. The present study evaluated the influence of adhesion factors and cellular hydrophobicity in biofilm formation, besides the citotoxic and proteolytic activity of the strains isolated from the biofilm. Pieces of polypropylene, stainless steel and cotton cloth were used to analyse the biofilm formation; they were placed directly into raw milk samples, at different time and temperature conditions. Afterwards, the pieces were washed with Phosphate Buffered Saline and submitted to sonication, in order to remove the attached cells. These bacterial cells were isolated, identified and analysed for production of capsule, fimbriae, hemolysin and proteolytic activity, besides cellular hydrophobicity. From the 101 isolated strains, 57 were Gram-negative and 44 were Gram-positive; 52.5% produced capsule, 49.4% produced fimbriae, 53.5% produced hemolysin and 20.2% showed proteolytic activity. Most of the isolated strains presented high levels of cellular hydrophobicity and the association between capsule production and adhesion to cotton cloth were statistically significant. The presence of potentially pathogenic bacteria as Escherichia coli, Staphylococcus aureus and Staphylococcus coagulase negative reveals the necessity of a microbiological control at milk production level, with the purpose to avoid major public health problems.
Contido em Acta scientiae veterinariae. Porto Alegre, RS. Vol. 33, n. 3 (2005), p. 291-296
Assunto Bacterias laticas
Biofilmes bacterianos
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/20189
Arquivos Descrição Formato
000531682.pdf (44.49Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.