Repositório Digital

A- A A+

Mapas e cenários do crescimento, da aptidão física e dos indicadores sociais georreferenciados de crianças e jovens sul-brasileiros: atlas do Projeto Esporte Brasil (PROESP-BR)

.

Mapas e cenários do crescimento, da aptidão física e dos indicadores sociais georreferenciados de crianças e jovens sul-brasileiros: atlas do Projeto Esporte Brasil (PROESP-BR)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Mapas e cenários do crescimento, da aptidão física e dos indicadores sociais georreferenciados de crianças e jovens sul-brasileiros: atlas do Projeto Esporte Brasil (PROESP-BR)
Autor Pinheiro, Eraldo dos Santos
Orientador Gaya, Adroaldo Cezar Araujo
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Adolescente
Crescimento
Crianças
Esportes : Educação
[en] Atlas
[en] Children and youth
[en] Maps and scenarios
[en] PROESP-BR
[en] Somatic growth
Resumo A criação de sistemas de informação e a preocupação em disponibilizar informações de diferentes naturezas (sociais, econômicas, saúde) é crescente no Brasil. Não obstante, o estudo do crescimento somático e da aptidão física de crianças e adolescentes pode trazer informações valiosas para que profissionais que atuam com essa faixa etária possam melhor desenvolver programas de educação física e esportes. Dessa forma, o objetivo geral desse estudo é o de mapear o crescimento somático, aptidão física e os indicadores sociais georreferenciados de crianças e jovens brasileiros, de 10 a 15 anos, estratificados por sexo e por estados do sul do Brasil. A amostra é composta por 33.875 crianças e jovens, sendo 16.689 do sexo feminino (Paraná 4.055, Rio Grande do Sul 8.670 e Santa Catarina 3.964) e 17.186 do sexo masculino (Paraná 3.807, Rio Grande do Sul 9.228 e Santa Catarina 4.161. A amostra foi retirada do banco de dado do Projeto Esporte Brasil. Utilizamos a técnica de “mapas e cenários” (mapping). O estudo foi composto por três mapas e um cenário. Para a descrição dos dados nos mapas utilizou-se a média, o desvio padrão e a freqüência de ocorrência. Para a composição do cenário foi utilizada o teste quiquadrado e o risco estimado. Para o tratamento dos dados utilizamos o programa SPSS for Windows. Os resultados demonstraram que no mapa do crescimento tanto os meninos quanto as meninas do Rio Grande do Sul (RS) são mais altos e mais pesados que nos outros dois Estados. No percentual de ocorrência para índice de massa corporal observamos que os avaliados do RS apresentam uma maior ocorrência acima do ponto de corte nos dois sexos seguidos pelos avaliados no Paraná (PR). No mapa da aptidão física, constatou-se que os avaliados em Santa Catarina têm os melhores índices, em média, nos dois sexos, para: resistência geral e abdominais em 1 minuto. Os avaliados no RS e PR oscilaram com índices inferiores aos dos SC nessas variáveis. O mesmo ocorreu para flexibilidade no sexo masculino. No entanto, no sexo feminino as PR atingiram melhores índices. No mapa dos indicadores sociais georreferenciados observamos que o RS apresenta a menor densidade demográfica dos três estados. Ao citarmos os indicadores econômicos SC apresenta o maior PIB/per capita dos três Estados e ao mesmo tempo tem a menor participação no PIB nacional. Nos indicadores sociais SC se destaca positivamente quando comparado aos outros dois estados. É o melhor índice de desenvolvimento humano, melhor índice de desenvolvimento juvenil, a melhor distribuição de renda (coeficiente de Gini) e a menor taxa de analfabetismo. O RS apresenta a menor taxa de mortalidade infantil. No cenário elaborado, realizamos uma associação entre o IMC e as variáveis da aptidão física relacionada à saúde de acordo com a bateria de testes do PROESP. Constatamos que existem associações significativas entre as variáveis IMC - Resistência Geral e IMC - Força/Resistência Abdominal (p=0,000). Já com relação à associação entre IMC – Flexibilidade não houve associação significativa (p>0,005). Assim o risco estimado para os avaliados que não atendem o ponto de corte para a resistência geral é de 147% (RR=2,47) para os meninos e 88% (RR=1,88) para as meninas, de também não atingirem o ponto de corte do IMC. Na força/resistência abdominal 96% (RR=1,96) de risco dos meninos que não atingiram o ponto de corte nessa variável de também não atingirem no IMC, ao fazer essa mesma análise para o sexo feminino constatou-se que existe um risco de 90% (RR=1,90). Os pontos de corte utilizados para as duas variáveis são propostas pelo PROESP-BR (2009). A utilização da técnica de mapas e cenários nos permite ter uma ampla visão dos resultados atingidos pelo PROESP-BR, disponibilizando subsídios, georreferenciados, para aprofundar nossos estudos sobre determinados fenômenos referentes ao crescimento somático e aptidão física de crianças e jovens.
Abstract The development of information system and the need for available information of different natures (social, economic, health) is crescent in Brazil. Nevertheless, the somatic growth and physical fitness study of children and adolescents can bring valuable information to professionals that act with this age group so they can develop better physical education and sports programs. Thus, the general goal of this study is to map the somatic growth, physical fitness and social georeferences indicators of Brazilian children and youth of 10 to 15 years old stratified by sex and locations in the Southern Brazilian States. The sample was composed by 33.875 children and youth, 16.689 girls (Paraná State 4.055; Rio Grande do Sul State 8.670; Santa Catarina State 3.964) and 17.186 boys (Paraná State 3.807; Rio Grande do Sul State 9.229; Santa Catarina State 4.161). The sample was taken from the PROJETO ESPORTE BRASIL database. We used map and scenario (mapping) technique. The study was composed for three maps and one scenario. We used mean, standard deviation and occurrence to describe the maps. To the scenario composition we used the qui-square test and estimate risk. The SPSS for windows program was used for data treatment. The results showed that somatic growth map for both sexes for the individuals from Rio Grande do Sul State are taller and heavier than the others States. The occurrence of individuals above the body mass index cut offs was bigger in Rio Grande do Sul State for both sexes, followed by Paraná State. Regarding the Physical Fitness map, we observed that the individuals from Santa Catarina State had the higher means, for both sexes, in general endurance and in muscular strength/resistance. The same occurred in flexibility levels of boys. However, girls from Paraná State had the best results. With regards to the social georeference indicators map, we observed that Rio Grande do Sul State showed the lower demographic density. Santa Catarina State had the bigger gross domestic product per capita and the lower national gross domestic product participation. Santa Catarina State had positive highlight social indicators compared to the others two States And also had the best human development index, the best youth development index, the best distribution of income (Gini coefficient), and the best illiteracy rate. Rio Grande do Sul State showed the lower infant mortality rate. At the elaborated scenario we used the body mass index and general endurance association. We identified an association between the variables (p=0,000) and the estimated risk for those individuals who did not attend the general endurance was 147% (RR=2,47) and 88% (RR=1,88) for boys and girls respectively, bigger than those individuals who attended the general endurance cut offs to be into the group that did not attend the body mass index cut offs. The cut offs used for both variables are proposed by PROJETO ESPORTE BRASIL (PROESP, 2009). The maps and scenarios technique utilization allowed us to have a broad vision of PROJETO ESPORTE BRASIL results, providing subsidies, georeferenced, to deepen our studies about children and youth somatic growth and physical fitness.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/21427
Arquivos Descrição Formato
000737572.pdf (530.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.