Repositório Digital

A- A A+

Características das revistas brasileiras de acesso livre recorte do doaj : directory of open access journals

.

Características das revistas brasileiras de acesso livre recorte do doaj : directory of open access journals

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Características das revistas brasileiras de acesso livre recorte do doaj : directory of open access journals
Autor Duarte, Maria Tereza Ribeiro
Orientador Stumpf, Ida Regina Chitto
Data 2009
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Curso de Biblioteconomia.
Assunto Acesso livre à informação
Periódico eletrônico
[en] DOAJ
[en] Eletronic journal
[en] Open access
Resumo Estudo descritivo que analisa as revistas brasileiras de acesso livre indexadas no Directory of Open Access Journals (DOAJ). Através da utilização da técnica de pesquisa mista, que congrega métodos quantitativos e qualitativos, analisa as 360 revistas brasileiras de acesso livre indexadas no DOAJ no período de junho de 2003 à março de 2009. Identifica, como parte da pesquisa quantitativa, as características referentes à área do conhecimento, órgão responsável pela publicação, idioma de publicação, utilização de ferramentas de editoração eletrônica e classificação Qualis dos periódicos analisados. Foram identificadas também em quais outras bases de dados multidisciplinares os periódicos analisados estão indexados. As bases identificadas foram: WoS, Scopus, SciELO e Latindex. Investiga como parte da pesquisa qualitativa os motivos que levaram os editores dos periódicos estudados a indexarem suas revistas na base de dados DOAJ, com o intuito de compreender a considerável e crescente participação do Brasil no DOAJ e ao movimento de acesso livre. Como instrumento de coleta de dados para a análise qualitativa foi utilizado o questionário. Os dados quantitativos coletados foram organizados em software de planilha eletrônica e apresentados em forma de gráficos e tabelas ao passo que os dados qualitativos foram analisados e descritos os mais significativos. Os resultados mostraram que 26% do total de revistas analisadas pertencem à área das Ciências Humanas, seguidas de 25% que pertencem às Ciências da Saúde. Mais da metade das revistas, 56% do total, é publicada pelo setor acadêmico que se constitui de universidades, faculdades, institutos, laboratórios em universidades, departamentos, e outros. Grande parte das revistas, 47% do total, utilizam a SciELO como metodologia de editoração e gerenciamento da revista. Indica que o português é o idioma mais aceito para a publicação de artigos e constata que 32% dos periódicos analisados aceitam somente artigos em português para serem publicados, enquanto que o inglês, o idioma internacional da ciência, é exigido como idioma para publicação de artigos por 10% do total. Mostra que 19% das revistas estudadas estão classificadas no estrato B1 e, com o mesmo percentual, no B2, com base na classificação Qualis 2007. Em relação às bases de dados, demonstra que 11% dos periódicos analisados são indexados somente pelo DOAJ. Descreve que a principal motivação dos editores à indexação no DOAJ é relacionada à visibilidade do periódico e pelo modelo de acesso livre adotado pelos periódicos e pelo diretório.
Abstract Descriptive study that analyzes the Brazilian scientific open access journals indexed in the Directory of Open Access Journals (DOAJ). By using the technique of multimethodology, bringing together quantitative and qualitative methods, analyzed 360 Brazilian open access journals indexed in DOAJ in the period June 2003 to March 2009. It identifies, as part of quantitative research, the cacarteristcs of the journals related to areas of knowledge, publisher, language of publication, software for electronic pulishing and Qualis classification. It was also identified in which other multidisciplinary databases the analyzed journals are indexed. The databases identified were: WoS, Scopus, SciELO and Latindex. It investigates, as part of qualitative research, the reasons that took the editors to ask for indexing their journal in DOAJ, with the intention to understand the considerable and growing participation of Brazil in the DOAJ and for open access initiative. A questionnaire was used to collect data for qualitative research. The results showed that 26% of the analyzed journals belong to the area of Social Sciences, followed by 25% belonging to the Health Sciences. More than half of the journals, 56% of the total, are published by the academic sector which consists of universities, colleges, institutes, laboratories, universities, departments, and others. Most of the journals, 47% of the total, use the SciELO methodology as publishing and management system of journals. It indicates that the Portuguese is the language most widely accepted for the publication of articles and notes that 32% of the journals analyzed only accept articles in Portuguese for publication, while English, the international language of science is required as a language for publishing articles for 10% of the total. It shows that 19% of the analyzed journals are classified as B1 and, with the same percentage, as B2, based on the classification Qualis 2007. Regarding databases, it shows that 11% of the analyzed journals are indexed only by DOAJ. It describes that main motivations of the editors to index in the DOAJ is related to the visibility of the journal and the model of open access journals and adopted by the directory.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/22719
Arquivos Descrição Formato
000740385.pdf (607.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.