Repositório Digital

A- A A+

Agroindústrias rurais familiares e a rede de relações sociais nos mercados de proximidade na região do Corede Jacuí Centro/RS

.

Agroindústrias rurais familiares e a rede de relações sociais nos mercados de proximidade na região do Corede Jacuí Centro/RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Agroindústrias rurais familiares e a rede de relações sociais nos mercados de proximidade na região do Corede Jacuí Centro/RS
Autor Agne, Chaiane Leal
Orientador Waquil, Paulo Dabdab
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Agricultura familiar
Agroindústria familiar
Desenvolvimento rural
Relações sociais
[en] Differentiation
[en] Household agriculture
[en] Household rural agro-industries
[en] Innovation
[en] Proximity markets
[en] Social relationships
Resumo A diversificação das atividades produtivas e sociais é uma realidade da agricultura familiar brasileira. O processamento da produção agropecuária e a inserção do produto agroindustrial nos mercados são formas desta diversificação. Este trabalho teve como principal objetivo descrever as relações que formam a rede social dos mercados de proximidade, ou seja, demonstrar as relações que as ARFs mantêm com outros agentes para realizar as ações de troca e comercialização de produtos agroindustriais. A região estudada compreende os municípios que compõe o Corede Jacuí Centro: Cachoeira do Sul, Cerro Branco, Novo Cabrais, Paraíso do Sul, Restinga Seca, São Sepé e Vila Nova do Sul. O estudo caracterizouse como exploratório-descritivo, com a coleta de informações secundárias e primárias. As informações do IBGE sobre as indústrias rurais serviram de suporte para definir o número de entrevistas que seriam efetuadas em cada município. Foram realizadas 41 entrevistas, com o auxílio de um formulário semiestruturado e diários de campo. Utilizou-se de metodologia qualitativa (análise de conteúdo) e quantitativa (medidas de dispersão: média aritmética simples e desvio padrão; medidas de localização: máximo e mínimo) para a análise dos dados. A formação social da rede dos mercados de proximidade envolve interações dos produtores com atores de instituições e da comunidade, com intermediários, pontes de inserção, consumidores e demais agentes da sociedade civil. Destaca-se a venda direta para consumidores urbanos, representando uma média de 51% da produção vendida, cujas formas de comercialização são: de porta em porta, por encomenda, em feiras, em eventos e na propriedade. Nas relações de comercialização e trocas com parentes e vizinhos, as famílias comercializam uma média de 14% e 1%, respectivamente. Estas interações são evidenciadas pela troca de produtos, matéria-prima e serviços na atividade agroindustrial. Quanto às relações comerciais com as pontes de inserção e intermediários, correspondem a 19% e 15% da produção vendida, respectivamente. Para os agricultores, as características de diferenciação dos seus produtos são: o natural, o jeito de fazer, o sabor, o trabalho do agricultor para produzir, o preço, a certificação SIM e a produção ecológica. Dentre as inovações destacamse: a embalagem, a consistência, o tempero, os sabores, a produção light, o tamanho, a concentração do produto e a modificação da receita.
Abstract The diversification of the social and productive activities is what usually happens in the Brazilian household agriculture. The agricultural production processing and the agro industrial product insertion in the markets are manners of this diversification. This paper had as main objective to describe the relations that constitute the social networking of the proximity markets to the change and merchandising of the agroindustrial products. The region studied comprehends the cities that belong to Corede Jacuí Centro: Cachoeira do Sul, Cerro Branco, Novo Cabrais, Paraíso do Sul, Restinga Seca, São Sepé and Vila Nova do Sul. This study was characterized as an exploratory-descriptive analysis, with the gathering of secondary and primary information. The data about agrobusiness provided by IBGE gave a support to define the number of interviews that would be done in each city. 41 interviews have been accomplished, with the assistance of a semi-structured form and field diaries. Qualitative methodology has been used (content analysis) and quantitative (disperse measurements: simple arithmetic average and standard deviation; localization measurements: maximum and minimum) for the data analysis. The social formation of the proximate market networking involves interactions of the producers with actors of institutions and the community, with middlemen, insertion bridges, consumers and other agents of the civil society. The direct sale to the urban consumer has been highlighted, representing an average of 51% of the sold production, whose merchandising forms are: door to door, by order, at fairs, at events and at the property. In the relationships of marketing and exchanges with relatives and neighbors, the families commercialized an average of 14% and 1% respectively. These interactions are spotlighted by the exchange of products, raw material, and services at the agroindustrial activity. Concerned with the commercial relationship with the insertion bridges and middlemen, it corresponds to 19% and 15% of the commercialized production, respectively. According to the peasants, the characteristics that differ their products are: the natural, the way to make, the flavor, the farmer’s work to produce, the price, the SIM certification and the ecological production. Among the innovations some are pointed out: the package, the consistency, the seasoning, the flavors, the light production, the size, the product concentration and the recipe modification.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/22721
Arquivos Descrição Formato
000736951.pdf (1.367Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.