Repositório Digital

A- A A+

Entre vozes e silêncios, um sujeito se inscreve na experiência da escrita poética : a poesia de Ana Cristina Cesar

.

Entre vozes e silêncios, um sujeito se inscreve na experiência da escrita poética : a poesia de Ana Cristina Cesar

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Entre vozes e silêncios, um sujeito se inscreve na experiência da escrita poética : a poesia de Ana Cristina Cesar
Autor Cardoso, Tânia Cardoso de
Orientador Mello, Ana Maria Lisboa de
Data 2010
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Cesar, Ana Cristina 1952-1983.
Crítica literária
Literatura brasileira
Poesia
[fr] Écriture poétique
[fr] Être du langage
[fr] Expérience
[fr] Lyrisme
[fr] Sujet lyrique
Resumo Este trabalho estuda parte da produção poética de Ana Cristina Cesar com o objetivo de analisar como a poeta realiza certas operações para a reinvenção do lirismo em sua prática. Para isso, examinamos como se estabelece a construção do sujeito lírico em sua poesia pela inscrição de tal sujeito na experiência da escrita poética. Ao partir da poesia lírica do século XIX – Baudelaire, Rimbaud e Mallarmé –, podemos compreender de que forma Ana Cristina Cesar, ao apresentar um texto que se situa na tensão entre confissão e literatura, problematiza questões que estão na base do projeto lírico nascido naquele período. Utilizamos como referencial teórico os trabalhos de Michel Foucault, Maurice Blanchot e Roland Barthes, que articulam uma reflexão a respeito da morte do autor e do desenvolvimento do ser da linguagem na literatura moderna.
Résumé Ce travail étudie une partie de la production poétique d'Ana Cristina Cesar dans le but d'analyser de quelle manière elle effectue certaines opérations pour réinventer le lyrisme dans sa pratique. Pour ce faire, nous examinons comment elle construit le sujet lyrique en inscrivant ce dernier dans l'expérience de l'écriture elle-même. En partant de la poésie lyrique du XIXe siècle – Baudelaire, Rimbaud et Mallarmé –, nous pouvons comprendre comment la poète élabore un texte se situant dans la tension entre confession et littérature, ce qui l'amène à problématiser des questions qui fondent le projet lyrique de cette période. Nous utilisons comme cadre théorique les travaux de Michel Foucault, Maurice Blanchot et Roland Barthes, lesquels articulent une réflexion autour de la mort de l'auteur et du développement de l'être du langage dans la modernité.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/22988
Arquivos Descrição Formato
000739562.pdf (928.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.