Repositório Digital

A- A A+

A alternância causativa no português do Brasil : a distribuição do cíclico SE

.

A alternância causativa no português do Brasil : a distribuição do cíclico SE

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A alternância causativa no português do Brasil : a distribuição do cíclico SE
Autor Ribeiro, Pablo Nunes
Orientador Menuzzi, Sérgio de Moura
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Alternância causativa
Análise lingüística
Clítico
Língua inglesa
Língua portuguesa
Semântica lexical
Verbos
Resumo A presente dissertação investiga a distribuição do clítico se na alternância causativa no português do Brasil (PB). No que diz respeito à utilização deste clítico, os verbos alternantes no PB podem ser classificados em três categorias: (i) verbos que formam a variante incoativa somente com o clítico se (cf. A discussão aborreceu Ana./Ana *(se) aborreceu.); (ii) verbos que formam a incoativa sem o se (cf. O governo aumentou a arrecadação./A arrecadação (*se) aumentou.); e (iii) verbos que permitem as duas possibilidades de alternância (cf. Paulo quebrou o vaso./O vaso (se) quebrou.). Nosso intuito é demonstrar que determinadas características semânticas dos verbos alternantes definem a necessidade ou não de utilização do se na forma incoativa destes verbos. Mais especificamente, com base no trabalho de Souza (1999), investigamos a hipótese de que a principal função do clítico se nas incoativas é evitar a ambiguidade entre as diáteses do verbo, indicando que o argumento na forma intransitiva é o afetado no evento. No primeiro capítulo, realizamos uma breve revisão teórica acerca das restrições semânticas que determinam a participação dos verbos na alternância causativa. Estabelecidas estas restrições, no segundo capítulo, analisamos algumas propostas que discutem a utilização do clítico nesta alternância. Primeiramente, são analisados os trabalhos de Chierchia (2004) e de Koontz-Garboden (2009), que propõem que as sentenças incoativas são derivadas por meio de uma operação de reflexivização. Com base nos dados do PB, argumentamos contra uma análise desta natureza para explicar de um modo geral a formação das incoativas em nossa língua. Na segunda parte do capítulo, examinamos o trabalho de Souza (1999), que estuda as diferentes formas de manifestação da alternância causativa no PB, e propõe algumas hipóteses para explicar a utilização do clítico se, as quais fundamentam nossa análise. Finalmente, no terceiro capítulo, realizamos um estudo descritivo sobre a utilização do clítico se na alternância causativa no PB, com base em um corpus composto por 132 verbos alternantes. Considerando-se a hipótese da ambiguidade, este estudo possibilitou a identificação de fatores semânticos que determinam a utilização ou não do clítico nas incoativas, entre eles a diátese básica dos verbos, a seleção de afetados animados e o nível de especificação do estado resultante do evento no significado dos verbos.
Abstract This dissertation investigates the distribution of the clitic se in the causative alternation in Brazilian Portuguese (BP). With regard to the use of this clitic, the alternating verbs in BP may be classified into three categories: (i) verbs that form the inchoative variant only with the clitic se (cf. A discussão aborreceu Ana./Ana *(se) aborreceu.); (ii) verbs that form the inchoative variant without se (cf. O governo aumentou a arrecadação./A arrecadação (*se) aumentou.); and (iii) verbs that allow both possibilities (cf. Paulo quebrou o vaso./O vaso (se) quebrou.). The aim of this study is to show that certain semantic characteristics of the alternating verbs define the necessity (or not) of using the clitic se in their inchoative variant. More precisely, based on work by Souza (1999), we investigate the hypothesis that the main role of the clitic se in inchoative sentences is that of avoiding the ambiguity between the two diathesis of the verb, indicating that the argument in the intransitive form is affected by the event. In the first chapter, we present a brief review of the literature about the semantic constraints that determine the participation of the verbs in the causative alternation. After establishing these constraints, in the second chapter, we analyze some works that discuss the use of the clitic in this alternation. First, we analyze the works by Chierchia (2004) and Koontz-Garboden (2009), who argue that the inchoative sentences are derived by means of a reflexivization operation. On the basis of BP data, we argue against an analysis of that nature to explain the formation of all inchoative sentences in our language. In the second part of the chapter, we examine the work by Souza (1999), who study the different forms of manifestation of the causative alternation in BP. The author formulates some hypothesis to explain the use of the clitic se, which serve as a foundation for our analysis. Finally, in the third chapter, we develop a descriptive study of the use of the clitic se in the causative alternation in BP, based on a corpus composed of 132 alternating verbs. Considering the ambiguity hypothesis, this study allowed the identification of semantic factors which determine the use (or not) of the clitic in inchoative sentences, such as the basic diathesis of the verbs, the selection of animated affected arguments and the level of specification of the result state of the event in the meaning of the verbs.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/24047
Arquivos Descrição Formato
000743616.pdf (636.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.