Repositório Digital

A- A A+

Imagens pintadas de Flávio Scholles : evocadores de memórias e narrativas de vida

.

Imagens pintadas de Flávio Scholles : evocadores de memórias e narrativas de vida

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Imagens pintadas de Flávio Scholles : evocadores de memórias e narrativas de vida
Autor Schneck, Andréa Cristina Baum
Orientador Stephanou, Maria
Data 2009
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto História da educação
Imagem
Memória
Narrativa
[en] Educational history
[en] Image and memory
[en] Memory narratives
Resumo O estudo concebe as imagens como privilegiados canais de fluxo das memórias, elas mesmas tomadas como narrativas de memórias. Examina as complexas relações entre memória e imagem. Detém-se na análise dessas relações a partir das obras de pintura do artista gaúcho Flávio Scholles, que desde 1976 desenvolve um trabalho artístico de cunho biográfico, podendo ser considerado um guardião de memórias. Discute o significado de suas imagens como disparadoras do exercício de rememorar e a dimensão educativa das mesmas, problematiza em que medida essas pinturas possuem um potencial evocador de memórias individuais e coletivas de sujeitos da região do Vale dos Sinos, RS. Resulta do contato de algumas pessoas com um corpus restrito de imagens produzidas pelo artista, algumas conhecedoras de suas obras, outras tendo o primeiro contato com as mesmas por ocasião da investigação. A pesquisa realizou seis entrevistas e um grupo de conversação envolvendo ao todo 17 sujeitos residentes em vários municípios da Região. As narrativas orais de memórias foram transformadas em documentos e integram o corpus empírico da pesquisa, cujo estudo apóia-se nos referenciais que tematizam os conceitos de imagem e memória. Analisa de que forma os sujeitos se reconheceram nas imagens do artista com as quais se depararam e que conteúdos foram manifestos em suas narrativas a partir desse contato. Para a análise, faz-se acompanhar das reflexões propostas por vários autores, dentre eles Ecléa Bosi, Antoinette Errante, Alberto Manguel, Sandra Jatahy Pesavento, Maria Stephanou e Maria Helena Bastos, entre outros. A estratégia metodológica contempla, além das entrevistas e grupo, a localização e pesquisa junto a documentos escritos, além de conversas com o autor-pintor. A investigação empreendida junto aos sujeitos, que deram voz e vez às suas reminiscências, resultou na organização e análise dos conteúdos produzidos no exercício de rememorar, sendo distribuídos em cinco temas: Trabalho, Família, Educação, Atividades Sociais, Lugares. A compreensão da dimensão educativa das imagens para evocação de memórias individuais e coletivas assenta-se no fato de que as imagens não possuem sentido em si mesmas, mas necessitam de um interlocutor que as decifre, e a partir disso re-signifique a sua própria história de vida. As obras selecionadas no estudo expressam vivências do artista, mas também apresentam conquistas e dilemas do seu grupo de pertencimento, marcados pela defesa da cultura teuto-brasileira na Região do Vale dos Sinos. As obras são plenas de narrativas de infância e juventude, assentadas num contexto histórico, geográfico, social e cultural, ao qual pertencem também os sujeitos narradores, e que por esta proximidade suscitaram muitas identificações, conduzindo-os a refletirem sobre suas próprias vidas, o tempo vivido e o presente que se constrói a partir de tempos idos. Os narradores sensibilizaram-se com cenas, figuras, objetos, e temáticas apresentadas nas pinturas, muitas das quais semelhantes ao universo de coisas e experiências que os cercaram desde a mais tenra idade, que não eram muitas, todavia especiais.
Abstract On the present study images are conceived as relevant memory flowing channels and seen as memory narratives. It examines the complex relation between the memory and the image. Their analyses is made on the work of the gaucho artist Flávio Scholles, who since 1976 develops an artistic and biographic work, and who deserves to be called a memories guardian. This study questions the meaning of his images as triggers of the remembering exercise, and the educational relation of them. It points out in what measure these pictures have an evocative memorial potential by individuals and collectives on Vale dos Sinos, RS. It shows the contact of a group of people with a restricted corpus of images produced by the artist, some of them knew his art well but others were having the first contact with it. Six interviews and a conversation group with 17 people living in several cities from this region took place during the survey. The oral narratives of their memories became documents and are now part of the empirical corpus of the survey. Its study finds support on the references from the concepts of image and memory. It analyses in which way the subjects recognize themselves on the artist’s images that they had seen and which contend was manifested in their narratives due to this contact. For the analyses were taken in account the ideas proposed by several authors like Ecléa Bosi, Antoinette Errante, Alberto Manguel, Sandra Jatahy Pesavento, Maria Stephanou and Maria Helena Bastos, among others. The methodological strategy used, besides the interviews and group meetings, was the research of written documents, as well as talks with the author-painter. The investigative work with the subjects, resulted on the organization and analyses of the contents produced on the remembering exercise. Those were classified in 5 themes: work, family, education, social activities and places. The comprehension of the educative dimension of the images, evoking the individual and collective memories, lays on the fact that they don’t have a sense by themselves but they need an interlocutor to decode them , and this way finding a new meaning for his/her life story. The masterpieces selected on this study express the artists’ experiences, but also show achievements and dilemmas from his belonging group, known for fighting for the german/brazilian culture on the Vale dos Sinos region. The works are full of childhood and youth narratives placed on an historic, geographic, social and cultural context where the narrator subjects belong to. That’s why many of them identified themselves and had reflections about their own lives, the time lived and the present being built over the past. The narrators felt moved by scenes, figures, objects and themes presented on pictures, many of them similar to the universe they were surrounded by on their early age.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/24153
Arquivos Descrição Formato
000744781.pdf (5.681Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.