Repositório Digital

A- A A+

Constituição e superação de momentos desconfortáveis em sequências de convites à participação : a construção do engajamento na fala-em-interação de sala de aula

.

Constituição e superação de momentos desconfortáveis em sequências de convites à participação : a construção do engajamento na fala-em-interação de sala de aula

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Constituição e superação de momentos desconfortáveis em sequências de convites à participação : a construção do engajamento na fala-em-interação de sala de aula
Autor Ramos, Ingrid Frank de
Orientador Garcez, Pedro de Moraes
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Ensino e aprendizagem
Estudos da linguagem
Interação
Lingüística aplicada
Sociolingüística
Resumo O presente trabalho examina a construção e a trajetória sequencial de momentos desconfortáveis (Erickson & Shultz, 1982) na fala-em-interação de salas de aula de português como língua adicional. A perspectiva teórico-metodológica que fundamenta o estudo é a Análise da Conversa Etnometodológica aliada a contribuições da Sociolinguística Interacional e de estudos que, por meio de uma abordagem microanalítica, investigam a fala-em-interação em sala de aula e em outros cenários institucionais. O corpus de análise se constitui de aproximadamente 24 horas de gravações audiovisuais geradas no Programa de Português para Estrangeiros da UFRGS no período compreendido entre setembro e novembro de 2008. Dentre as ocorrências de momentos desconfortáveis registradas, foram selecionados dez segmentos para a transcrição seletiva e análise minuciosa, sendo quatro excertos desses segmentos apresentados nesta dissertação como representativos do que foi encontrado na totalidade do corpus. Nos dados analisados, os momentos desconfortáveis foram identificados como instâncias que se estruturam por meio da oferta contínua de convites à participação dirigidos pelo professor (isto é, práticas pedagógicas em que há a abertura do espaço da sala de aula para a participação e a construção de conhecimento pelos alunos) e de sua respectiva não aceitação reiterada pelos alunos. A trajetória sequencial desenvolvida a partir de tais momentos, no entanto, se apresentou como variável. Por um lado, quando os participantes demonstram não conseguirem fazer sentido dos convites, não produzindo um mundo em comum entre eles, o desconforto é intensificado turno a turno e redunda em algo próximo de ruptura entre os participantes, em que se verifica a topicalização do desconforto e o abandono do tópico que fora perseguido até então. Por outro lado, quando os participantes conseguem, por meio de esforços conjuntos e contínuos, fazer sentido dos convites à participação propostos, tais convites tendem a ser aceitos, levando o momento desconfortável para uma situação de distensão, e, em algumas ocasiões, oportunizando a escalação do convite (Jeferson, Sacks, & Schegloff, 1987), caracterizada pelo maior alinhamento entre as ações dos participantes, bem como maior autonomia de todos em relação ao que juntos se engajam em construir, isto é, há o fortalecimento da intersubjetividade entre os diversos participantes, sinalizando o que talvez seja o trabalho de fazer aprender em suas ações. A investigação realizada oferece contribuições para estudos que buscam descrever a construção conjunta de conhecimento entre os participantes por meio da fala-em-interação, uma vez que a descrição do modo como os participantes conseguem lidar com problemas interacionais é crucial para a criação de condições para a construção da aprendizagem.
Abstract The present research examines the construction and the sequential trajectory of uncomfortable moments (Erickson & Shultz, 1982) within talk-in-interaction in classrooms of Portuguese as an additional language. The theoretical and methodological perspective that underlies the study is Etnomethodological Conversation Analysis combined with contributions from Interactional Sociolinguistics and other studies which, through a micro-analytic approach, investigate talk-in-interaction in classrooms and other institutional settings. The corpus of analysis is composed of approximately 24 hours of audiovisual recordings captures of classroom interaction in the Program of Portuguese for Foreigners at the Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS) from the months of September to November of 2008. Among the instances of uncomfortable moments recorded, ten segments were selected for selective transcription and detailed analysis, and four excerpts of these segments are presented in this research report as representative of what was found in the whole corpus. Within the data, uncomfortable moments were identified as instances that are structured by continuous invitations to participate (i.e., teaching practices that open up the classroom for participation and knowledge construction by students) directed by the teacher and their respective repeated non-acceptance by students. The sequential trajectory developed from such moments, however, presented itself as variable. First, when participants fail to make sense of the invitations to participate, not producing a world in common among them, their discomfort is intensified ins a turn by turn basis, and results into something close to a breach among the participants: there is the topicalization of the discomfort and the abandonment of the topic that had been pursued thus far. On the other hand, when participants can, through joint and continuing efforts to make sense of the invitations to participate proposed by the teacher, such invitations tend to be accepted, taking the moment to a situation of distention and, on occasion, favoring the escalation of the invitation (Jefferson, Sacks, & Schegloff, 1987), in which there is the production of greater alignment among the actions of the participants and greater autonomy by all of them in relation to what they are committed to build together, which signals to what might be the work of doing learning reflected in the actions of the participants. The research provides relevant contributions to studies that attempt to describe the joint construction of knowledge being built among participants to classroom talk-in-interaction, since the description of how the participants cope with problems in interaction is crucial to creating conditions for the construction of learning.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/25438
Arquivos Descrição Formato
000752687.pdf (2.656Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.