Repositório Digital

A- A A+

A visão dos professores de Ciências e Biologia sobre o brincar e o silêncio em sala de aula

.

A visão dos professores de Ciências e Biologia sobre o brincar e o silêncio em sala de aula

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A visão dos professores de Ciências e Biologia sobre o brincar e o silêncio em sala de aula
Autor Rodrigues, Gabriela Ferraz
Orientador Kindel, Eunice Aita Isaia
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Licenciatura.
Assunto Biologia
Ensino
Resumo Durante os Estágios de Docência em Biologia e em Ciências o que mais me chamou atenção foi o prazer dos alunos ao realizar experimentos e utilizar jogos e materiais lúdicos elaborados para que eles compreendessem a matéria de um jeito diferente. Muitas vezes os professores ficam restritos aos livros didáticos e o seguem tão rigorosamente que não questionam se aquela é a melhor forma de ensinar a seus alunos. O jogo estimula os alunos a criarem/inventarem outras soluções que não eram imaginadas, ou seja, ajuda na capacidade criativa do sujeito. Além disso, a importância do silêncio na sala de aula, para criar um ambiente propício ao aprendizado, é outro aspecto que busquei identificar. O silêncio ao qual me refiro não é aquele silêncio absoluto, mas sim um silêncio “saudável” onde é possível conversar com o colega ao lado, desde que isso não perturbe os demais colegas, a si mesmo e a professora. Com o objetivo de conhecer qual a visão dos professores sobre os brincar e o silêncio na sala de aula, realizei um levantamento através de dois questionários (com professores e com alunos) em três escolas da zona sul de Porto Alegre, sendo uma privada e as demais públicas estaduais. Com os dados das entrevistas busquei identificar como as escolas estão ensinando Biologia, se os alunos estão satisfeitos com a sua abordagem, e como eles gostariam de aprender os conteúdos. Além de identificar como os professores estão lidando com o barulho na sala de aula e se eles estão criando métodos alternativos de ensino, evitando a agitação dos alunos possivelmente articulando a ludicidade ao interesse e a um ambiente “saudável” de trabalho. Os professores relatam que jogos, brincadeiras e experimentos são importantes para o aprendizado, mas quando questionados não citam essas atividades como usuais em suas aulas. Todos os alunos dizem que é muito mais fácil de aprender com jogos, brincadeiras e experimentos.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/26157
Arquivos Descrição Formato
000756568.pdf (580.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.