Repositório Digital

A- A A+

Processos de ensino e aprendizagem : interações professor-aluno em salas de aula do ensino médio

.

Processos de ensino e aprendizagem : interações professor-aluno em salas de aula do ensino médio

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Processos de ensino e aprendizagem : interações professor-aluno em salas de aula do ensino médio
Autor Bertuzzi, Guilherme Pinto
Orientador Rosa, Russel Teresinha Dutra da
Data 2010
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Licenciatura.
Assunto Biologia
Ensino
[en] High school
[en] Learning
[en] Social interactions
[en] Student-teacher relationship
Resumo As interações sociais são, a partir das ideias de Vygotsky, consideradas essenciais para o desenvolvimento do ser humano e, com isso, se propõe a sua importância no processo de aprendizagem. Na área da Educação, muitos estudos têm como foco as interações aluno-aluno, e a relação destes com o professor. Ambas as relações são permeadas por diferenças, divergências e conflitos, os quais precisam ser objeto de análise, reflexão e planejamento, de modo a tornarem-se produtivos no sentido do desenvolvimento da autonomia intelectual do educando. Dessa forma, o presente estudo tem como principal objetivo analisar as interações professor-aluno, através da análise de relatórios de observações, escritos por estagiários durante a preparação para o Estágio de Docência, em escolas da rede pública no município de Porto Alegre. A metodologia utilizada, baseada em uma abordagem qualitativa, que também observa as freqüências das diferentes formas de interação, consiste na análise de conteúdo e categorização de fragmentos recorrentes extraídos dos documentos selecionados. Essa metodologia de análise categorial é proposta por Bardin (1979) e, no presente estudo, a categorização foi feita após a leitura e seleção dos fragmentos, constituindo, assim, uma categorização a posteriori. Como base para a interpretação dos dados, foi utilizada definição de tipos de relacionamentos sociais, segundo Schutz (1979). O autor propõe a existência de duas principais formas de interações sociais: o relacionamento face-a-face e o relacionamento entre anônimos. No primeiro, há uma identificação e sintonia entre os sujeitos, constituindo-se uma relação com um objetivo comum; enquanto que no segundo, a interação se dá de maneira totalmente formal, e anônima, sem envolvimento entre as partes. A análise das categorias, então, revelou uma maior freqüência de fragmentos de descrições que tendiam ao segundo tipo de interação, o relacionamento entre anônimos, em que professores e/ou alunos se mostram indiferentes ou descomprometidos com o processo de ensino. Entretanto, a ocorrência de interações que revelavam relacionamentos face-a-face não deve ser desconsiderada podendo, inclusive, servir como base para estudos posteriores, visando o incentivo e a disseminação desse tipo de prática.
Abstract The social interactions are, according to Vygotsky propositions, considered essential to the human development and so it is proposed its importance in the learning process. In Education, many studies have focused on student-student interactions, and its relationship with teachers. Both relationships are permeated by differences, divergences and conflicts, which should be focus of analysis, thinking and planning, in order to become productive on the development of student intellectual autonomy. So, the main objectives of the present study is to analyze teacher-students interactions, through report observations analysis, written by trainees during teaching stage preparing, in public schools in Porto Alegre. The methodology used, based on a qualitative approach, that also notes the frequencies of the different interaction forms, consists on content analysis and categorization of recurrent fragments extracted from the selected documents. This analysis methodology is purposed by Bardin (1979) and, in the present study, the categorization was done after the selection and reading of fragments thus constituting an a posteriori categorization. Basing data interpretation, was used types of social relationships definition, according to Schutz (1979). The author proposes the existence of two main types of social interactions: the face-to-face relationship and the relationship between anonymous. On the first, there is an identification and tune between subjects; whereas on the second, the interaction occurs in a totally formal, and anonymous, manner. The categorical analysis then revealed a higher frequency of description fragments which tended to the second type of interaction, the relationship between anonymous, in which teachers and/or students are indifferent or uncommitted for the teaching-learning process. However, the occurrence of interactions that revealed face-to-face relationships should not be disregarded and could also be used as basis for further studies, focusing the incentive and expansion of this kind of practices.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/26159
Arquivos Descrição Formato
000756574.pdf (112.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.