Repositório Digital

A- A A+

Presentismo e presentificação do passado : a narrativa jornalística da história na 'Coleção Terra Brasilis' de Eduardo Bueno

.

Presentismo e presentificação do passado : a narrativa jornalística da história na 'Coleção Terra Brasilis' de Eduardo Bueno

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Presentismo e presentificação do passado : a narrativa jornalística da história na 'Coleção Terra Brasilis' de Eduardo Bueno
Autor Bonaldo, Rodrigo Bragio
Orientador Cezar, Temistocles Americo Correa
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Bueno, Eduardo
História e Jornalismo
Historiografia
Narrativa jornalística
Resumo O que fabrica o jornalista quando escreve sobre história? Esta dissertação de mestrado reflete sobre o fenômeno atual dos jornalistas-historiadores. Foca-se no caso de seu representante mais bem sucedido no Brasil, o escritor gaúcho Eduardo Bueno (também conhecido como Peninha), oferecendo uma análise de sua obra de maior fôlego intelectual e mercadológico: a coleção Terra Brasilis. A hipótese central deste estudo é a de que os jornalistas - livres da carga ou memória disciplinar que recai sobre os historiadores profissionais - estão mais bem capacitados à tarefa de escrever sínteses históricas (mesmo que as consideremos conceitualmente errôneas, pois são avessas aos instrumentos de mediação com o passado), conceber mais diretamente a continuidade, respondendo, assim, às demandas da memória. O efeito dessas narrativas jornalísticas da história, como as venho chamando, é, pois, o de desenvolver uma representação do passado que se quer atrelada ao presente.
Abstract What do journalists really fabricate when they “make history”? The present dissertation suggests a reflection on the contemporary Brazilian phenomenon of the historian-journalist. Focusing on its most successful representative – the southern writer Eduardo Bueno – this text offers a critic of his so far major work: the Terra Brasilis collection. This study´s main hypothesis argues that the journalist (free from the weight of a theoretical framework imposed over the professional historian) is well allowed to write simplistic historical synthesis, apart from any academical objection, thereby conceiving direct representations of continuity. Replying to the demands of memory, the effect of these journalistic accounts on history would be to develop a historical representation which is organically and wittingly attached to the present time agenda.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/26331
Arquivos Descrição Formato
000757727.pdf (1.570Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.