Repositório Digital

A- A A+

Experience/experimentation : Faulkner as a storyteller

.

Experience/experimentation : Faulkner as a storyteller

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Experience/experimentation : Faulkner as a storyteller
Autor Alves, Márcia Lappe
Orientador Schmidt, Rita Terezinha
Data 2010
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Critica e interpretacao
Faulkner, William 1897-1962. Absalom, absalom!
Faulkner, William 1897-1962. A rose for Emily
Literatura norte-americana
Modernismo
Narratividade
[en] Absalom, Absalom!
[en] A Rose for Emily
[en] Point of view
[en] Southern modernism
[en] Storyteller
[en] William Faulkner
Resumo Esta dissertação focaliza dois textos do escritor William Faulkner, considerado pela crítica como um dos expoentes das experimentações modernistas. O primeiro a ser estudado aqui é A Rose for Emily, uma short story publicada em 1930; o segundo é Absalom, Absalom!, um romance de 1936. O objetivo é investigar se no trabalho de Faulkner pode ser encontrado um narrador por excelência, partindo do conceito apresentado por Walter Benjamin em seu estudo The storyteller: reflections on the works of Nikolai Leskov. Minha proposta é levantar a questão do fim da comunicabilidade da experiência do narrador para então sugerir que, ao contrário do que Benjamin afirma, a arte de narrar não chegou ao fim. Meu argumento é de que as narrativas de Faulkner evidenciam sua arte de narrar imbricada com seu uso de ponto de vista. A experiência e a experimentação de Faulkner enquanto escritor são investigadas neste trabalho, principalmente sua manipulação do uso de ponto de vista, e são analisadas à luz de conceitos desenvolvidos por Walter Benjamin, Wayne Booth, Gérard Genette, Mieke Bal, entre outros. Os resultados desta pesquisa destacam que o trabalho de Faulkner com ponto de vista pode ser considerado muito mais que um mero experimento modernista, pois sua experiência como escritor proveniente do Sul dos Estados Unidos tem impacto nessa experimentação. A memória individual e coletiva, a transmissão de experiência, o contar e o recontar de histórias dos narradores, são fatores importantes para a construção de significado nas narrativas estudadas. Além disso, ao discutir a significação de sua obra, tanto no aspecto formal quanto no aspecto relativo ao contexto geográfico e literário de seu tempo e lugar, espero contribuir com mais um olhar sobre as estratégias narrativas de Faulkner, escritor que, ainda hoje, fomenta investigação e produção acadêmica significativa, justamente por conseguir construir círculos narrativos que apresentam narradores por excelência.
Abstract This thesis brings into focus two texts by William Faulkner, a writer who has been praised as one of the exponents at modernist experimentations. The first one to be studied here is A Rose for Emily, a short story published in 1930; the second is Absalom, Absalom!, a novel from 1936. The objective is to investigate whether a genuine storyteller can be found in Faulkner‘s work, supported by the concept presented by Walter Benjamin in his essay The storyteller: reflections on the works of Nikolai Leskov. My aim is to raise the question of the end of communicability of experience in order to suggest that, contrary to what Benjamin affirms, the art of storytelling has not reached its end. My argument is that Faulkner‘s narratives evidence his storytelling art as being imbricated with his use of point of view. Faulkner‘s experience and experimentation as a writer are investigated here, principally his manipulation with the use of point of view, and they are analyzed in the light of the concepts developed by Walter Benjamin, Wayne Booth, Gérard Genette, Mieke Bal, and others. The results of this research highlight that Faulkner‘s work with point of view is to be considered much more than merely a modernist experimentation, because his experience as a writer from the South of the United States has impact on this experimentation. Individual and collective memory, transmission of experience, narrators telling and retelling stories, are important factors for the construction of meaning in the narratives studied here. Moreover, by discussing the meaningfulness of his work, whether in its formal aspect or in the aspect related to the geographic and literary context of its time and place, I expect to contribute with yet another look into the narrative strategies employed by Faulkner, a writer that, still today, fosters academic investigation and production, exactly for being able to construct telling circles that present genuine storytellers.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/26724
Arquivos Descrição Formato
000759638.pdf (662.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.