Repositório Digital

A- A A+

Derivativos : heróis ou vilões do mercado financeiro

.

Derivativos : heróis ou vilões do mercado financeiro

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Derivativos : heróis ou vilões do mercado financeiro
Autor Thiele, Robert
Orientador Kloeckner, Gilberto de Oliveira
Data 2009
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Mercado de Capitais -Turma 2007.
Assunto Mercado de capitais
Resumo Os derivativos surgiram, oficialmente, pela primeira vez na idade média e desde então tem sido utilizados como instrumentos de proteção e também para especulação. Mas a sua popularização deu-se somente nas últimas duas décadas, quando a utilização passou a ser mais intensiva. Como resultado disso tivemos uma elevação exponencial, tanto em volume de operações como em termos financeiros. A especialização dos mercados financeiros e as necessidades, muitas vezes, específicas, levaram ao surgimento de uma ampla gama de derivativos e diferentes finalidades de uso. E como não poderia deixar de ser os casos de mau uso deste poderoso instrumento começaram a surgir, com uma freqüência cada vez maior. A busca por proteção dos fluxos de caixa das empresas tornou-se crescente nos últimos anos, tendo em vista as necessidades de equalização dos créditos e débitos em moeda estrangeira, resultantes de suas exportações, seus custos com matérias-primas e dos financiamentos tomados no exterior. E também por parte dos bancos que utilizam estes instrumentos como contraparte de suas operações com seus clientes. O estudo focou seus esforços na busca por uma melhor compreensão a cerca do uso destes instrumentos e também nos mais recentes casos de perdas bilionárias que envolveram bancos internacionais e grandes empresas nacionais, com o uso de novos instrumentos derivativos que surgiram ao longo dos últimos anos. Também buscou desmistificar o seu uso, que muitas vezes tem sido associado à especulação e aos apuros em que se meteram empresas e bancos.
Abstract Derivatives first officially arose in the Middle Ages and since then they have been used as instruments of protection as well as speculation. But they have only become popular in the last two decades when their use was intensified. As a result we had an exponential increase in transaction volume and financial moves. The expertise of financial markets and specific needs of traders led to the emergence of a wide range of derivatives and different purposes of use. As a consequence of this, misuses of such a powerful device began to appear with increasing frequency. The search for protection of cash flows of companies has become increasingly in recent years in order to balance the needs of the credits and debts in foreign currency originated from exports, costs with raw materials and funds taken abroad. Banks also use derivatives as a counterpart to transactions with their customers. The study focused its efforts in the search for a better understanding about the use of these instruments and also in more recent cases involving billion dollar losses from international banks and large national companies, which have used new derivative instruments that have emerged over recent years. Besides it tried to demystify the use of derivatives often associated with speculation and troubles which companies and banks where led to.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/26763
Arquivos Descrição Formato
000748574.pdf (390.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.